sábado, 23 de junho de 2018

RESENHA LUNÁTICA - O QUE FIZERAM DE MIM?


LIVRO: O QUE FIZERAM DE MIM?
AUTORA KAREN PADILHA
EDITORA NOVO SÉCULO
ASSESSORIA ASPAS E VÍRGULAS
RESENHA POR CINTHIA GUTIERREZ

SINOPSE


O relato que está prestes a ler é muito mais do que um desabafo. Fonte de motivação para muitas pessoas, Karen Padilha compartilha sua jornada de superação desde a infância de rejeições, passando pela adolescência traumatizante e chegando ao ponto mais crítico, fase que inspirou o conteúdo deste livro: sua luta diária para superar a dependência química. Para sair ilesa de todas as maldades que lhe acometeram e em busca de autoconhecimento e alívio dos traumas do passado, ela conta com diversas ferramentas da área de psicologia e desenvolvimento pessoal e recorre a temas sobre espiritualidade. Inspirado em livros fascinantes como "O pensamento positivo" e "A lei da atração", entre outras leituras, "O que fizeram de mim?: sobre traumas e transformações" é uma importante voz para o fortalecimento do eu interior, mesmo diante de tantas situações difíceis.




RESENHA DA BLOGUEIRA

Uma biografia de uma pessoa real, com traumas e conflitos reais. 
Essa é a história de como Karen Padilha vem dia após dia tentando lidar com todos os seus conflitos diários.
Com uma infância cheia de crueldades, ela sempre tentou buscar o lado bom até dos momentos mais difíceis. A rejeição dos pais, os abusos de todas as formas possíveis, um recomeço com sua até então nova família, até precisar voltar a sua origem: Sua mãe.


“ Eu venho vivido tempos de completo caos.”


 Aquela que nunca lutou e se sentiu orgulhosa de seus esforços, mas ela encontrou algo que a fazia esquecer de tudo de ruim: A droga. 
Após os momentos de euforia, veio os medos e agora é a luta do auto reconhecimento. 


“ Superar vícios é extremamente trabalhoso, ainda mais quando achamos que faz bem.”



A autora durante todo o livro, fala de momentos complicados de sua vida, porém cada um deles ela ressalta ao leitor que tudo pode ter uma perspectiva melhor, que nunca devemos desistir de encontrar a felicidade em meio ao caos.


“ Há vários motivos para não amar uma pessoa, e um só para amá-la; este prevalece”Carlos Drummond de Andrade.


 Achei incrível a riqueza dos detalhes pessoais, ao mesmo tempo a autora nos brinda com trechos de grandes pensadores, tornando seu relato em algo grandioso. Em 124 páginas, você se choca, se comove, compreende até o momento que ela se entrega às drogas, mas fica torcendo para que no final, ela consiga vê que pode passar por todas as etapas, mas que no final ela pode sim, encontrar o real significado de se auto descobrir. O amadurecimento do autor personagem durante todo o livro é surpreendente, pois nos mostra cada transformação de uma vida que tinha tudo para ser fadada somente ao fracasso, mas não, tudo depende da percepção de cada pequeno momento vivenciado.

“Hoje  consigo encaixar as peças do quebra-cabeça da minha vida.”


É uma história que choca, mas é o tipo de livro que faz você abrir os olhos para as coisas que realmente importa.