quarta-feira, 4 de outubro de 2017

Resenha Lunática: Sr. G

Título: Sr. G
Autora: Sue Hecker

Sinopse: Patrícia é uma mulher independente e bem resolvida que tem uma relação estreita com o Sr. G - uma parte do seu corpo que comanda seus desejos -, porém, essa relação é balançada com a chegada de dois homens Carlos, um homem de trato simples e de família com segredos não tão bem escondidos e que cativa seu coração e Dom Leon, um sujeito misterioso que manda mensagens para Patrícia, atingindo em cheio ela e o Sr. G

Resenha:
No início o livro não me prendeu muito, talvez pela riqueza de detalhes sobre a personagem Patrícia e como ela vivia. Eu ficava ansiosa para o lance do casal acontecer logo e eu emendar na história. Mas no decorrer do livro, a Paty (saca a intimidade, kk) foi me conquistando com sua lingua afiada e uma mulher determinada, linda e que valorizava demais sua família. Sua vida amorosa girava em torno do Sr. G (não vou dar muitos detalhes pra não soltar um spoiler aqui, pq né... kk). Por se sentir "satisfeita" com o Sr. G, Patrícia não se preocupava em abrir seu coração para alguém que pudesse amá-la de verdade, questão que sua amiga e sócia Babby sempre pegava no pé e afirmava que Paty precisava de um boy magia, para fazê-la se sentir mais mulher, consequentemente mais feliz. Mas Patrícia continuava firme, batendo na tecla da independência e afirmava que não queria de jeito algum. Por isso, dava uns amassos eventualmente e depois tratava de dispensar o boy. Em uma dessas noites de pegação, ela conheceu Carlos Tavares Júnior, hummmmm... Se existe ex-playboy, era o que o definia, agora um homem responsável com desejos bem diferentes. Ele era um dominador. Por isso, não entrava em nenhum relacionamento. Uma ligação e ele conseguia satisfazer suas necessidades. Quando os dois passam uma noite juntos, muda tudo. Um sentimento de realização toma conta de Patrícia e Carlos. Uma noite foi suficiente para mexer com a estrutura deles. Nem o Sr.G consegiu superar aquele homem. Que que isso?!

A autora teve o cuidado de tratar sobre o BDSM, até porque Paty já havia passado por uma situação envolvendo violência doméstica.  O livro é uma oportunidade para quem se interessa pelo tema, pois o explora bastante de forma cuidadosa.  Mas acima de tudo, Sue Hecker contou uma história de superação. Duas pessoas que deram a volta por cima e venceram todos as dificuldades que viveram, mostrando que apesar do que aconteça, há sempre uma esperança de ser feliz.