segunda-feira, 14 de agosto de 2017

RESENHA EXCLUSIVA BIENAL - O DELEGADO


LIVRO : O DELEGADO
AUTORA BETÂNIA VICENTE
EDITORA ELLA

SINOPSE

O Delegado, Autora Betânia Vicente

" Desde que passei para a academia de polícia, eu tentava ser melhor em tudo, era um esforço perdido sempre tentando provar que eu podia ser melhor do que Diogo. Mas, depois que ele foi promovido a delegado, eu sabia que nada do que eu fizesse ia adiantar. E, nesse momento, eu já estava mais envolvido com o quartel do meu pai e com os seus negócios. Seria bom ter conseguido a promoção e ser um delegado também, porém o cargo era muito visado e ficaria muito mais difícil ajudar a organização com tanta gente em cima de mim, me observando.
Eu tinha sido muito bonzinho com o Davi, não esperava que ele fosse esperto o bastante para desconfiar de mim, e agora ele estava na minha cola. Esse idiota estava querendo me pegar, e eu não daria a chance para que ele conseguisse me derrubar. Lutei muito para estar dentro da polícia. Quando desisti de buscar a posição de delegado, era para eu ser o braço direito do Diogo, mas o filho da puta escolheu o irmão daquela vadia. Uma vadia, sim, eu sabia bem como aquela vagabunda era. Ninguém sabia, mas eu já a tinha encontrado algumas vezes no clube de BDSM. Uma cachorra, ela e aquela gostosa da amiga dela.
Sempre tive o maior tesão pela Raquel. Ela nunca me notou. Sempre que nos encontrávamos, ela ficava toda derretida e sentada com aquele babaca do Davi. Nunca gostei muito da aproximação deles dois.
— Ah, Raquel, um dia você vai ver que sou seu homem de verdade — prometi para mim, e dei um sorriso de satisfação.
Cheguei em casa, meu refúgio. Aqui era tudo do bom e do melhor. No meu serviço, eles nem imaginavam que vivia no luxo graças ao dinheiro do tráfico.
Meu sonho era trazer Raquel para minha casa e foder ela de todas as maneiras possíveis, sem limites. Só de pensar nela, meu pau se manifestou e ficou todo alegre. Precisava de uma puta. Peguei meu celular e liguei para o bordel de um amigo, ele sempre me mandava umas prostitutas. Afinal, eu, como policial, tinha minhas vantagens, sabia que ele, na verdade, era um cafetão, e, para ele não ser denunciado e para meu próprio prazer, é claro, sempre ligava para pedir uns favores, e ele, em agradecimento, me mandava as melhores prostitutas da casa."
Leia mais: https://www.editoraella.com.br/o-delegado


RESENHA

O delegado

Uma história sem muita enrolação, sem muito trama, principalmente sem mimimi,que vai direto ao ponto.
Uma gordinha simpática a escritora Antonella e o delegado “sexy”.
Quando você pensa nisso já vem várias cenas quentes na cabeça, e realmente tem várias cenas hots, (Muito bem escritas) em particular eu adoro.
O delegado é muito quente, gostoso e romântico. Já Antonella por sofrer muito na adolescência devido a obesidade e ao tenta emagrecer acaba prejudicando sua saúde, mas após  procurar ajuda ela acaba se aceitando como é mesmo ainda tendo autoestima baixa.
Mas o delegado gostosão mostra total devoção e paixão por ela e isso acaba ajudando a ter mais confiança em si mesma e fortalecendo o relacionamento dos dois.
O livro é bem quente, envolvente e a Autora soube dosar tudo muito bem na medida sem ficar nada cansativo e que com certeza faz a gente suspirar.
Esse livro é aquele que lemos em 30 minutos bem simples , rápido e direto . Não é das melhores histórias, porém cativa e deixa aquele gostinho de quero mais ao finalizar a leitura .

Resumindo: É isso história simples e envolvente com muitas cenas hots.