terça-feira, 4 de julho de 2017

RESENHA LUNÁTICA - UM COCHEIRO EM PARIS ( SÉRIE QUARTETO DO NORTE)

LIVRO: UM COCHEIRO EM PARIS - SÉRIE O QUARTETO DO NORTE
AUTORA CHIRLEI WANDEKOKEN
EDITORA PEDRAZUL

SINOPSE

Quando o duque de Belvoir teve que sair às pressas da casa de Juliette Drouet, a amante de Victor Hugo, para não ser pego em flagrante pelo próprio escritor, sua única alternativa foi dirigir a própria carruagem pelas vielas de Paris. O que ele não esperava, contudo, era que tivesse que socorrer uma dama que acabara de chegar à cidade. A carruagem do Hôtel de Ville, que fora buscá-la no porto, havia quebrado um eixo e ele passava no exato momento do acidente. Não teve alternativa senão esconder a sua identidade, pois a jovem estava acompanhada justamente da ordinária baronesa viúva de Patchetts, uma antiga vizinha do duque seu pai, no Norte da Inglaterra. Tudo o que ele — o duque inglês bastardo — não podia, naquele momento, era ser reconhecido. Assim, apresentou-se como o cocheiro do conde Filippo Raspail e prestou socorro às damas. 
Fruto da relação de um poderoso duque inglês, que não tivera filhos no casamento, com uma cortesã francesa, Belvoir — assumido pelo pai — vivia uma vida desregrada em Paris. Embora na juventude tivesse tido certa proteção moral por parte dos amigos, o duque de Prudhoe e o conde de Northumberland, sofrera muita rejeição da aristocracia britânica, sendo chamado de ‘lorde bastardo’. Por isso, tinha convicção absoluta de que nunca se casaria com a filha de nenhum deles. Belvior só não contava que Harriet Neville, a lady que socorrera, se apaixonaria de verdade por ele, mesmo achando que fosse um humilde cocheiro.

RESENHA DA BLOGUEIRA

O Duque Belvoir em uma de suas aventuras foi confundido com um cocheiro, ao conhecer Lade Neville ficou encantado com uma beleza digamos que não convencional as demais damas da Inglaterra. Em meio a uma loucura do momento ele resolveu manter o ser disfarce e investir pela dama que tanta lhe encantou. O que o lorde não sabia que sua amada era prometida de um de seus amigos do quarteto do Norte. Ele era conhecido como o bastardo da Inglaterra e ela era a prima prometida que ninguém poderia se aproximar. Após de se entregarem nada mais poderia ser como estava e a farsa veio a tona, porém ela não estava mais apaixonada pelo cocheiro, mas sim por um lindo Duque com gosto peculiares. Um romance de época, com uma pitada erótica, com uma visão diferenciada da beleza padrão, assim quebrando os tabus da sociedade e dos padrões de leitura. Como não poderia ser diferente dos outros livros da série, foi simples espetacular.