segunda-feira, 24 de julho de 2017

Resenha Lunática: Um Amor Conquistado



Resenha Crítica: Livro Um Amor Conquistado
Autora: Silvia Spadoni
Editora: PedrAzul
Número de páginas: 163

Sinopse:Sophia, ainda criança, foi levada para a Inglaterra para fugir à perseguição e ao terror impostos pela Revolução Francesa. Com medo de ser descoberta, nunca revelou sua origem nobre, mas manteve viva a esperança de reencontrar sua família. Após o falecimento da madrinha, Sophia se vê obrigada a buscar trabalho para sobreviver e por isso se candidata à vaga de preceptora de Louise, a sobrinha órfã do Conde de Buckington, um nobre conhecido pela sua frieza e arrogância. Uma brincadeira do acaso e ela se vê diante da possibilidade de voltar à França sob a proteção do nobre inglês, e de descobrir o que aconteceu ao seus pais. Mesmo avisada sobre os riscos, ela decide seguir em frente, ainda que isso signifique fingir ser a noiva do conde de gelo.
Edward é um homem frio e arrogante, disposto a qualquer coisa para vingar-se do francês que destruiu seu irmão, até mesmo embarcar para a França em companhia de uma desconhecida apresentando-a como noiva. Ele conhece os riscos da empreitada, só não está preparado para os sentimentos contraditórios que invadem seu coração.

RESENHA>
O livro começa narrando a revolução em Paris no ano de 1789 quando Louis estava para perder o seu posto e Maria Antonieta iria mais a frente para a guilhotina, Suzanne Breteuil amiga de Maria Antonieta é alertada pelo marido Henry que precisam fugir logo dali, mas com certas reviravoltas deixa a filha com Margareth de Bribac amiga de Suzanne e protegida com a ajuda de alguns amigos e parte para a Inglaterra com a pequena Sophia.

Com o passar do tempo Sophia se torna uma linda e encantadora jovem e vive bem até o falecimento da tia quando decide se tornar preceptora da pequena Louise, sobrinha de Lorde Edward mais conhecido como Conde Buckington. Bom, livros de época são minha paixão e quando a autora consegue narrar fatos históricos com um bom romance,  não tem como não se encantar. Esse casal é explosivo é como juntar pólvora e fogo para ser aquela combustão instantânea, Sophia é alegre e divertida,  mas não deixa de mostrar seu sangue azul e quente francês, o que acaba trazendo ira e desejo para o Conde, já em contra partida o Conde é considerado um homem frio sem coração, que se dispõe de alguns casos para aliviar seu desejo masculino, mas nunca querendo um relacionamento duradouro.

O livro te prende e te fascina com a mesma intensidade,  e olha, Sophia foi bem a frente da sua época em algumas ocasiões,  acho que por isso que existiam livros de romances que eram proibidos a certas ladys, mas já anotei todos aqui pois com certeza vou querer ler.
Para quem tem medo de ler um livro de época achando que a história vai ser cansativa, com toda certeza é porque não pegou esse livro, pois se não fosse algumas falas e até a forma de se tratar eu colocaria como um romance hot, quente e envolvente facinho.
Parabéns a autora Silvia, pelo livro maravilhoso e envolvente. Agora, vamos para o segundo livro pois quero saber do outro casal que esta por vir...
Leitura Concluída!
Nota 10