terça-feira, 4 de julho de 2017

RESENHA LUNÁTICA - FRONTEIRA DA PAZ ( SÉRIE O QUARTETO DO NORTE)


LIVRO: FRONTEIRA DA PAZ - SÉRIE O QUARTETO DO NORTE
AUTORA CHIRLEI WANDEKOKEN
EDITORA PEDRAZUL
EBOOK AMAZON: https://www.amazon.com.br/Fronteira-Paz-Quarteto-Norte-Livro-ebook/dp/B072JKK114

SINOPSE

Lady Leanah sempre fora a boa moça. Fazia tudo o que se esperava de uma dama. Manteve-se pura à espera de seu príncipe, o cavalheiro que ela sempre amara, lorde Robert Percy, o irmão mais novo do conde de Northumberland, Edward Percy. Quando, finalmente, já com 23 anos, está prestes a realizar o seu sonho e casar-se por amor, Robert se casa às pressas com sua antiga prometida, Charlotte Mortimer, uma prima por parte de mãe, e a abandona. Decidida a se vingar, lady Leanah se aproxima de Elizabeth Douglas, uma cortesã regenerada, e implora para que a ensine a deixar todos os homens aos seus pés. 
Quando o bom moço lorde Robert Percy, finalmente, recebera a aprovação do conde seu irmão, Edward Percy, para se casar com a linda lady Leanah, a irmã do conde de Douglas, da ancestral família inimiga dos Percy Northumberland, ele cai numa armadilha preparada por lorde Mortimer e tem, por honra, que se casar com sua prima Charlotte. Entretanto, jurou jamais tocar um só dedo nela. Afinal, como dissera o tio, ele já não a tinha deflorado? Cansado de ser o bom homem, o lorde se torna um dos maiores pervertidos da Europa e, para sair de Londres, a exemplo de seu pai, ele parte para a Índia. Quando na guerra de Folly de Auckland, ao lado de lorde Palmerston, ele entra em combate, a única pessoa que não esperava encontrar naquele lugar e, ainda por cima num bordel, era Leanah. O que, por Deus, ela estaria fazendo ali?! 
Obrigada a se casar com o primo lorde Robert Percy, Charlotte Mortimer foge logo após o casamento. Seu próprio pai, por causa de dinheiro, conspirara para que aquela união acontecesse. Embarcada num navio com destino à América do Sul, com um nome falso, ela sofre um naufrágio fraudulento e é resgatada por um desconhecido. Sem se recordar quem é, apaixona-se pelo capitão do navio, um homem enigmático, com aparência celta, que a toma como mulher. 
Um histórico romance sobre a vida das cortesãs inglesas e o império britânico e seus laços pelo mundo.


RESENHA DA BLOGUEIRA

Com o último livro da série Quarteto do norte a autora fechou com chave de ouro as histórias dos quatro amigos temidos na Inglaterra. E assim como a série começou com conflitos entre os Percy e Douglas, a história de lorde Robert e lady Leanah seguiu sequência na mais dramática história. Depois de se ver preso a um casamento planejado e tendo que largar seu verdadeiro amor, começa uma batalha que enfim chegaria ao felizes para sempre, porém outro casal deu o que falar nesse último livro, Charlotte e o pirata imponente se conheceram no meio de uma fuga de um casamento armado por seu pai, ela tinha medo de seu primo que fora prometida desde berço tentasse algo contra ela, mas ao meio a fuga se viu perdidamente apaixonada pelo pirata o qual salvou sua vida e lhe deu proteção. E assim como no primeiro livro da série duas histórias se entrelaçam, não de séculos diferentes, mas na mesma época e por circunstâncias semelhante que se interligam. A autora foi excepcional do começo ao fim de uma série que poderia ter dez livros, ainda assim seria pouco para histórias tão magníficas. No primeiro livro a autora veio devagar com a inocente Eliza, uma Estrangeira que deu o que falar por toda Inglaterra e mostrou que um Percy pode sim amar uma Douglas, dando uma pitada de ousadia colocando a cortesã Elizabeth Douglas no meio desse quarteto avançando a cada livro e assim deixando suas mocinhas cada vez mais donas de si, mulheres decididas, que sabiam exatamente o que queriam. A cada história a autora soube apimentar da maneira certa, não tirando o foco central da história, não deixando passar momentos importantes de toda magnitude da série, mostrou que o livro pode ser de época, porém de bobinhas as mocinhas não tinham nada. E nesse último livro mostrou que pode haver qualquer tipo de guerra, porém nenhum é mais forte que o amor, que nenhuma guerra é capaz de separar o destino desse quarteto fantástico. A série foi tão perfeita que nenhum momento me vi entediada ou com dúvida sobre as passagens de um livro para o outro, me fazendo cada vez mais apaixonada pelos personagens. Só deixo uma pergunta : Quais serão as próximas aventuras da autora? Pois com uma bagagem dessas, eu leio até a lista de compras da autora e vou tentar achar a história entre o tomate e a cebola ao meio a lista de compras. kkk