sexta-feira, 23 de junho de 2017

RESENHA LUNÁTICA - A LINGUAGEM DO AMOR


LIVRO: A LINGUAGEM DO AMOR
AUTORA: LOLA SALGADO
EBOOK AMAZON
 https://www.amazon.com.br/Linguagem-do-Amor-Lola-Salgado-ebook/dp/B071F98MR8


SINOPSE

Aos 17 anos, a única coisa que realmente importa para Rebecca é se formar com louvor na faculdade de Letras para, no futuro, realizar o sonho de trabalhar em uma grande editora, perto de todos os livros de fantasia incríveis com as quais cresceu. Morando em uma nova cidade e longe da proteção dos avós, por quem foi criada, ela lutará para não seguir os passos errantes da mãe.
Estaria tudo nos conformes se não fosse o murmurinho percorrendo os corredores da universidade: Adônis, o novo professor de Produção Textual, é um verdadeiro carrasco. Rude, solitário e mal humorado, ele tenta, na verdade, fugir dos fantasmas passados.
A Linguagem do Amor é um romance intenso e divertido, mas, acima de tudo, uma história sobre dar uma nova chance para a vida quando tudo parece ter saído dos eixos.


RESENHA DA BLOGUEIRA


Quando comecei a ler este livro juro que pensei que seria mais um livro chato entre professor e aluna, mas conforme fui lendo descobri que de mesmice esse livro não tinha nada. Para começar o livro é único, graças a Deus por isso, pois não aguento mais ver livros com sequência sem ter necessidade. E segundo ponto a autora Lola Salgado sabe prender bem o leitor, pois você começa ler a trama e vai ficando fascinada a cada página.
Becca é uma menina que fechou seu coração desde muito nova por conta da própria mãe, então ela não acreditava que podia ser feliz ou que ela pudesse ser amada por alguém . Para ela o amor só servia pra tirar a gente do foco principal que é correr atrás dos nossos sonhos. Adônis é um cara lindo e misterioso, mas duro com as pessoas e por escolhas do passado ele se deixou trancafiar em um casulo e não queria sair por nada.

Descubra lendo esse livro que me fez chorar e sorrir a cada página.
Será que o amor é maior que nossos sonhos?
Será que os opostos podem se atrair tanto assim?