domingo, 25 de junho de 2017

RESENHA LUNÁTICA DOBRADINHA: A Estrangeira (O Quarteto do Norte Livro 1)




LIVRO; A ESTRANGEIRA - O QUARTETO DO NORTE LIVRO 1
AUTORA  CHIRLEI WANDEKOKEN
EDITORA PEDRAZUL
LEITURA EM FÍSICO E EBOOK AMAZON
ONDE COMPRAR:





SINOPSE

Casamentos entre primos eram tradicionais entre duas nobres famílias inglesas.A aliança, que havia começado há muitos séculos a fim de fortalecer a família inglesa contra um clã escocês, agora incomodava o atual conde de Northumberland. Quando ele achava que este era seu maior problema, chega à casa do Lago Green, em Alnwick, a sobrinha de um falecido escudeiro de seu pai.
Na primeira metade do século XIX, na Prússia cheia de guerrilhas, uma jovem sem meios aceita se casar sem amor. Mas no dia do casamento algo terrível acontece. Forçada a viver em cativeiro, ela foge para a Inglaterra à procura de seus parentes. Porém, nada é como ela esperava. Não havia tia, nem tio e nem primos à sua espera. O encontro entre Eliza e o cavalheiro que herdara de seu antepassado, além do apelido, o ímpeto e a beleza, vai desenterrar antigos segredos, pois fala-se no condado que os membros do clã inglês, além de terem a estranha tradição de se casarem com primos, no passado casavam-se com seus próprios irmãos. Inspirado na Batalha real de Otterbourne, A Estrangeira, 340 páginas, narra duas histórias de amor que, embora separadas por 442 anos, se entrelaçam num verdadeiro turbilhão de emoção e mistério.


SCAR MIRANDA

Bom, eu sou apaixonada por livros de época e quando você vê o amor e o carinho que a autora coloca em todo o livro não tem como não se apaixonar.

A primeira coisa que posso dizer é que a história é perfeita. A homenagem que a autora faz a família e os relatos sobre uma guerra que realmente aconteceu tornam esse livro muito mais cativante. A autora soube me deixar eufórica e desejosa de saber o que aconteceria na trama de uma forma que eu ficava aflita.
O livro narra a história sobre três pessoas no passado e sobre as irmãs Elizabeth e Izabele, e no presente de Eliza. O livro tem que ser lido com calma pois você pode acabar se perdendo entre passado e presente.
Os personagens desde os principais aos secundários fecham o livro com chave de ouro, mas com toda certeza meu coração ficou com Lorde Edward mais conhecido como " Conde Hotspur", o cara emana força coragem e não tem como se derreter.
Recomendo muito que vocês possam ler esse livro. Não vou mentir que pela capa seria um livro que não me agradaria, mas a sinopse instiga bem e me rendi a ler o livro juntamente com mamys Cinthia e a gente estava com saudade de fazer uma leitura em conjunto.
Bom... se vocês querem um romance de época com muito suspense e cheio de amor com toda certeza vão se apaixonar pela escrita da autora que nos cativa a cada página.
Nota 9
⭐⭐⭐⭐


CINTHIA GUTIERREZ


Não posso falar que foi uma típica história de época, pois esse livro mostrou que foi muito mais que isso, foi a cada página um suspirar, um aperto no coração e pequenos infartos a cada suspense que a autora foi fantástica em dar a trama. A capa não condiz com a grandeza e plenitude do livro, a personagem principal Eliza é perspicaz, corajosa,humana e guerreira, infelizmente a capa não faz jus a personagens tão fortes, achei a capa monótona. Mas passando os dois primeiros capítulos, os quais fiquei um pouco perdida devido a grande riqueza dos detalhes e os capítulos com histórias intercaladas, me vi rendida, em cada palavra, em cada frase e em cada significado da história.
Eliza uma jovem fugida de seu temível passado e presente. Após perder seus pais viu a esperança e procurar abrigo na tão amada Inglaterra em Alnwick, procurou abrigo onde achava que ainda tinha parentes, mas só encontrou em seu caminho mais tristezas e um conde que era dono de todas as terras, o qual todos falavam que ela deveria temer, fugir, pois ele poderia seduzir qualquer donzela. Esse mesmo o qual todos pediam para tomar conta da mais nova Estrangeira em suas terras.
O Conde Hotspur, sucessor de seu pai era lindo, audacioso, temido, tinha uma fama por toda Inglaterra ....


“O conde Hotspur recebeu esse nome porque é ardente, fogoso, impetuoso... O pior dissoluto da Inglaterra. Quem teria um nome desses se não tivesse uma extensa lista de libidinagens?”

 Uma rivalidade de séculos entre as famílias Northumberland e Douglas, mais uma vez se vê entrelaças pelo destino. Assim como o amor de Mary Evans e Sir. Henry Percy que por alguns capítulos a história é narrada tão apaixonante como a história de Eliza e Edward.
O livro é muito rico com a história envolvendo o romance central, com muitas batalhas, essas quais todas por amor verdadeiro. A trama é bem complexa, pois intercala vários momentos da história, porém a narrativa é bem objetiva e coerente com a época, não pecando em nada.
A autora surpreendeu do começo ao fim, brindando os leitores com uma história que faz você querer fazer parte de cada batalha e lutar junto com os personagens. Fazendo você não só se apaixonar pelos personagens principais, mas também fazendo você se render aos personagens secundários. A autora foi muito inteligente em deixar as histórias dos outros livros da série já encaminhadas nesse livro, deixando grandes expectativas para os próximos livros.
Será que a rivalidade acabou e o amor falou mais alto quebrando barreiras?
Se perguntasse qual livro de época é meu favorito, não saberia dizer, pois confesso que corria de todos assim. Mas posso dizer que com livros desde porte e com tanta destreza não tem como não se render.
Super indico a leitura, a qual me encantou. Um dos melhores livros que li esse ano.