segunda-feira, 12 de junho de 2017

DE FRENTE COM AS LUNÁTICAS - AUTOR TOM ADAMZ

CONHECENDO O AUTOR
Rodolpho Sousa Toledo, mais conhecido como Tom Adamz. O autor atingiu a marca de dois milhões de leituras — com todas suas obras somadas —, na plataforma de auto publicação: Wattpad.
Tom escreve desde os doze anos de idade, tendo escrito mais de cem livros, contos e crônicas até os dias de hoje. Atualmente mora em Goiânia – Goiás.

DE FRENTE COM AS LUNÁTICAS POR CINTHIA GUTIERREZ

01-   Seu nome completo e o título do seu livro (Todos que tiver)

Rodolpho Sousa Toledo, conhecido pelo pseudônimo Tom Adamz. Os meus títulos são: “Apaixonado Pelo Lobo” “Prostituto”, “Prazer, Carlos Daniel” & “Wall, Viúva Negra”.


02-   Há quanto tempo você escreve?

A escrita começou muito cedo na minha vida. Na ausência de amigos, encontrei refúgio na literatura. O meu primeiro conto foi feito aos doze anos e de lá para cá, nunca mais parei. Em 2007 criei a comunidade Contos Eróticos Gays no falecido Orkut — era a maior comunidade de contos da plataforma. Com o seu fim, migrei para o NyahFanfiction, depois para o Wattpad, onde sigo nos dias atuais, juntamente com a Amazon.

03-   De onde busca inspiração?

Inspiração é uma palavra engraçada, sabe? Quer dizer, nós, autores, vemos histórias em tudo, em todos os locais, lugares, acontecimentos. Eu sempre gostei de sonhar muito; sonhar mudando o mundo; ajudando as pessoas; vivendo um romance verdadeiro; encontrando o meu primeiro amor. Vejo situações cotidianas que me inspiram ou mesmo notícias e até acontecimentos que me levam a criar uma história.

04-   Quais as dificuldades enfrentou ou enfrenta?

Entrar no mercado. Fui boicotado por autores do meu próprio gênero, fui perseguido e ainda sou. Cheguei a ouvir que eu nunca alcançaria o sucesso, acredita? Mas veja bem, os maiores e mais relevantes números da categoria LGBT na Amazon Brasil são meus. Quem lê assim, pode até pensar que sou super arrogante, mas não. Na verdade é orgulho de mim mesmo por ter superado tudo isso, por poder dizer que não deixei ninguém destruir meus sonhos e que venci toda a caçada que projetaram contra mim. 

Hoje eu não tenho dificuldades na Amazon. Depois de dois anos acho que posso dizer que o público já conhece e reconhece o meu trabalho no gênero LGBT. Contudo, não é assim sempre, né? Acontece de vez ou outra alguém menosprezar os livros por se tratar de romances homoeróticos — entre dois homens —. Alguns nem dão chances aos livros e metem o pau no livro. Isso me aconteceu uma vez. Ganhei uma resenha negativa com nota um onde a leitora disse que não leu o livro. 

Como autor, sinto a responsabilidade de ajudar novos autores do mesmo gênero que o meu. Na minha época, uma única autora me estendeu a mão: Josiane Veiga. Aprendi com ela que por mais que o processo seja sofrível, devemos ajudar uns aos outros. E como um bom aluno, sigo estendendo a mão para todos os novos autores que surgem na categoria. A minha intenção, a minha vontade é ver a categoria LGBT ganhar as prateleiras, ganhar o mercado — pois ainda é bem pequeno. Sabe, são histórias comuns, como quaisquer outras. Só muda o fato que se trata de um casal homoafetivo.



05-   Qual seu livro e autor favorito?

O meu livro favorito é a saga de Harry Potter, mas a minha autora favorita é Cressida Cowell — autora da saga COMO TREINAR SEU DRAGÃO. A escrita dessa autora tem uma grande influência no meu aprendizado.

06-   Um gênero que você jamais escreveria.

Na verdade, eu acho que não teria um gênero que eu não escreveria. O que falta é oportunidade. Eu gosto de todos os gêneros. Tenho comigo que por mais que eu não goste de uma determinada pega de algum gênero, sempre há algum livro bom nesse estilo. Aliás, o meu gênero preferido é Ficção Fantástica.

07-   Seus futuros projetos.

O meu próximo lançamento que está previsto para JULHO/AGOSTO deste ano é LÚCIFER, o meu primeiro romance hétero. Eu já tinha feito alguns contos héteros, mas nada tão longo e tão profundo. Lúcifer conta a história do Príncipe das Trevas, do Arcanjo que caiu e narra sua vida entre a humanidade. Acredito que será um livro muito interessante e ao mesmo tempo polêmico, pois, de certa forma, entramos no mérito religioso, mas esse não é o foco. O foco é o romance, arrependimento e o amor que é capaz de amolecer o mais negro coração. Espero que as leitoras deem uma chance ao livro, pois prometo não decepcionar.

08-   Você como autor sente preconceito em relação ao grande número de autoras?

Não, de forma alguma. Acredito que há espaço para todos, em todos os gêneros, em todas as plataformas e prateleiras.

09-   O que você acha sobre a competitividade no meio literário?

Ridícula! Qual a lógica em competir no meio literário? Quer dizer, um leitor não lê unicamente um único livro, uma única autora. Antes de ser autor, sou leitor. Costumo ler em média dez livros ao mês, de variadas autoras. Sei que existem panelinhas, rixas e contendas nos bastidores, mas é algo que não pretendo fomentar. Na literatura temos espaço para todos os autores e os leitores acreditam nisso tanto quanto eu.

10- Como você vê a aceitação com gênero homoérotico?

Quando ingressei na Amazon, em 2015, fui um dos primeiros autores do gênero e naquela época era muito ruim. Quer dizer, não vendíamos. Como assim não vendíamos? Vou explicar. Naquela época, por mais que um livro ficasse em #1 lugar em LGBT, você sabia que no fim do mês teria tido no máximo dez vendas e quem sabe, com muita sorte, cinco mil leituras. Então, desse ponto de partida, analisamos como era o restante do TOP 100?

Com o tempo as coisas melhoraram. Em 2016 tivemos um grande salto. As pessoas pareciam mais abertas a lerem romances gays. Em 2017 a coisa realmente melhorou. Hoje os autores que seguem “liderando” o gênero LGBT têm números bons. Acredito que a tendência é uma melhora crescente, ano após ano e fico muito feliz com isso. Nós, LGBT’s+, somos pessoas com sonhos, desejos, vontades e também queremos viver nossos romances. Queremos nos ver nos livros, nos ver em histórias. Então isso é muito importante para a literatura em si e para a sociedade futura. Imagine só as pessoas daqui a vinte, trinta, quarenta anos, olhando para trás e dizendo: NOSSA, MAS O ROMANCE DESSE AUTOR NÃO TEM UM PERSONAGEM GAY? Como assim? Representatividade e verossimilhança são essenciais em uma obra, mas isso é critério de cada autor. Eu, por exemplo, escrevo para o futuro.

11-   O que você acha do Lunáticas por e qual recados deixa para elas?

O Lunáticas é conhecido por ser o maior grupo de leitoras do facebook. E eu acho isso muito interessante. Eu fico imaginando como devem ser as coisas aí dentro, como deve ser legal discutir sobre variados romances. É tão gostoso você acabar uma obra e poder compartilhar os acontecimentos dela com alguém, né? Sem falar que o LUNÁTICAS é um dos poucos grupos que estende a mão para autores independentes. E isso é magnifico. Essa oportunidade que vocês dão aos jovens, novos e velhos autores de apresentarem sua obra é uma ajuda imensa. Vocês são maravilhosas! <3


Primeiramente eu gostaria de agradecer a Cinthia por essa entrevista. Obrigado pela oportunidade, sua linda! E agora eu gostaria de me voltar as leitoras do LUNÁTICAS: Amadas, amor é amor, simplesmente amor. Amor não tem distinção, não tem cor, não tem sexo, não tem classe e não tem hora marcada para chegar. Sei que para muitas pessoas é complicado ler um romance LGBT, mas se deem essa oportunidade. Garanto que temos histórias maravilhosas para oferecer, mas caso ainda não queiram, saibam que em breve, LÚCIFER (o meu primeiro romance hétero) está chegando para arrebatar corações. 

No mais, que a luz de Deus ilumine nossas vidas.


ALGUNS TRABALHOS LITERÁRIOS DO AUTOR

Apaixonado Pelo Lobo:
Link:
http://amzn.to/2rmNvjI




Sinopse: SINOPSE: Standborn City é o refúgio norte-americano para pessoas que fogem da violência e correria da grande cidade. Contudo, a pacata cidade de Standborn City vê seus dias de sossego chegar ao fim quando um lobisomem comete uma série de assassinatos brutais.

O único sobrevivente dos ataques, Heitor, acabou sendo marcado pela besta e agora sua chance de sobrevivência depende de caçar ou ser caçado. O garoto irá contar com a ajuda do seu namorado, Rocco, para solucionar o mistério. Os garotos serão capazes de dar fim ao ciclo do lobisomem?


Prostituto:
Link:
http://amzn.to/2sTUwut
Sinopse: "Quem é o misterioso Bryan Bonde, O Prostituto?”



Mataram seu pai. Tomaram sua fortuna e colocaram-no em um orfanato por quase dez anos. Antes, Bryan Miller. Agora, Bryan Bonde, O Prostituto! Após completar dezoito anos e deixar a instituição com a ajuda de Scot e Mikael Adams, Bryan segue para a Royal Clube Boys, onde busca um recomeço para sua vida.

Aos poucos, ele se adequa à vida de shows e programas, mesmo já tendo recusado ofertas tentadoras de Bernardo Tavares, o Cafetão da Royal, para ser seu garoto exclusivo. Bryan só tinha olhos para Luke, o garoto acolhido por ele, o qual considera e ama - como um irmão - tanto quanto Carlos Daniel, um dia, aparentou amá-lo.

Quatro homens completamente diferentes. Quatro caminhos que vão se cruzar, trazendo segredos do passado e determinando o futuro dos quatro. Poderá Bryan desvendar o que, de fato, aconteceu no dia da morte do seu pai, jogando-o em um orfanato? Poderá Bryan perdoar Carlos Daniel por tudo o que este fez? Poderá Bryan entregar-se ao amor mais uma vez; um amor a três?

Prazer, Carlos Daniel (Duologia Viúva Negra, livro 1):
Link:
http://amzn.to/2skqTp2


Sinopse: Carlos Daniel é um jovem empresário bem-sucedido, de extrema beleza e gênio forte. Por infortúnio do destino se envolveu em um grave acidente, levando a vítima a perder a memória; sem saída, o hospedou em sua casa.

Wallace, também chamado de Wall Viúva Negra, é o agente mais temido e respeitado do cenário nacional, tido como perspicaz, sedutor e mortal; alvo dado é alvo abatido. Contudo, isso não o livrou de se envolver em um acidente que o transformou em hospede de um dos maiores empresários do ramo farmacêutico do país. 

Amor à primeira vista, desejo à segunda e dúvidas à terceira. Mesmo sem saber quem ele é e de onde veio, Carlos Daniel deixou-se levar pela primeira impressão e, agora, apaixonado, tem de lidar com as verdades que rodeiam o misterioso Wall Viúva Negra. 

O que acontecerá quando a realidade vir à tona? O amor é capaz de superar um passado sanguinário? O que é verdade e o que é mentira? A viúva negra seria capaz de poupar o homem que o ama?

Wall, Viúva Negra (Duologia Viúva Negra, livro 2):
Link:
http://amzn.to/2tcARFx


Sinopse: Quando tudo começa a entrar nos eixos, Wallace, mais conhecido como Wall Viúva Negra, se vê novamente perseguido. Dessa vez, trata-se de ninguém menos que o quarteto mortal, grupo do qual fora integrante. O seu crime foi matar o chefe-geral do DBI – Departamento Brasileiro de Inteligência -, mais conhecido como Maury, o Alfa.

Alheio a todos os acontecimentos e acreditando em meias verdades ditas por Wallace, Carlos Daniel segue com a vida normalmente. A Viúva Negra, por sua vez, começa a se armar para a batalha — da qual desconhece o desfecho. Acuado e sem saída, Wallace resolve que é hora da verdade. Ele mentiu de todas as formas possíveis para proteger o amado, mas quando o irmão que ele achava estar morto ressurge é impossível sustentar tantas mentiras.

Chegou a hora da verdade, mas nem todos estão preparados para ela. Será o fim do romance entre Carlos Daniel e a lendária Viúva Negra?