terça-feira, 23 de maio de 2017

RESENHA LUNÁTICA - UM TEMPO PARA ACONTECER


RESENHA LUNÁTICA

LIVRO; UM TEMPO PARA ACONTECER
AUTORA: WANESKA SCHUELER
EDITORA: CHIADO - 2016
Nº DE PÁGINAS: 336

SINOPSE

"- Eu amo você – ela gemeu. - Não. Você ama alguém que você criou na sua cabeça – Der falou, olhando para ela. Os olhos azuis intensamente tristes. – Não sei como ou quando e nem a razão, Anna, mas, de alguma forma, eu mudei. Mas não o suficiente para você. - Não... – Anna gemeu outra vez, arrastando-se nele, em busca dos lábios perfeitos que ele tinha. E ele a beijou. Desesperadamente. Talvez porque já buscasse matar a saudade que sabia que iria sentir, a falta que ela iria fazer. Queria armazenar o gosto dela. Fazer estoque do cheiro de Anna no próprio corpo."


RESENHA DA BLOGUEIRA

Uma amizade sincera que estava acima de todas as coisas poderia ser abalada por uma paixão avassaladora? Amigos poderiam passar para algo tão instável?
Der e Anna sempre foram muitos próximos, até o momento que ela resolve atacar ele e ligar o foda se do quanto ele era galinha, afinal ela queria apenas uma aventura, ver se ele realmente era aquilo tudo. Ele correu, ela foi atrás, até que ambos não aguentaram mais e se entregaram a paixão. Desde o início nada parecia ser fácil após o primeiro beijo, e com esse fato apareceu uma avalanche de obstáculos. Anos e mais anos eles tentaram superar, mas as pessoas e os acontecimentos mostrara que juntos eles não ficariam. Quando o destino quer não tem quem, não tem tempo, quando duas pessoas tem que ficar juntas não tem jeito, e sim se deixar viver. Depois de muitas leituras com histórias pesadas, pegar esse romance clichê, leve e sensual faz você dá um suspiro de calmaria. Mesmo o livro sendo escrito em terceira pessoa não tive dificuldades e me entregar a trama, não deixei de me apaixonar pelos personagens. Uma coisa que me incomodou foi o Der ficar chamando uma mulher adulta, cheia de sim, sabendo exatamente o que quer sendo chamada de bebê. Eu estava quase gritando com o livro: Acorda meu filho, ela quer fazer bebê e não ser chamada de bebê. Em alguns momentos dei umas boas risadas. A Anna mostra que sim, nós mulheres sabemos muito bem o que queremos. Gostaria de agradecer a autora por confiar sua história em minhas mãos. Super recomendo!