segunda-feira, 29 de maio de 2017

RESENHA LUNÁTICA - A ÚLTIMA CARTA DE AMOR

RESENHA CRÍTICA

LIVRO: A ÚLTIMA CARTA DE AMOR
AUTORA: JOJO MOYES
EDITORA; INTRÍSECA
Nº DE PÁGINAS: 384

SINOPSE


O primeiro livro de Jojo Moyes publicado pela Intrínseca, relançado com nova capa.
Londres, 1960. Ao acordar em um hospital após um acidente de carro, Jennifer Stirling não consegue se lembrar de nada. De volta a casa com o marido, ela tenta, em vão, recuperar a memória de sua antiga vida. Por mais que todos à sua volta pareçam atenciosos e amáveis, Jennifer sente que alguma coisa está faltando. É então que ela descobre uma série de cartas de amor escondidas, endereçadas a ela e assinadas apenas por 'B', e percebe que não só estava vivendo um romance fora do casamento como também parecia disposta a arriscar tudo para ficar com seu amante.
Quatro décadas depois, a jornalista Ellie Haworth encontra uma dessas cartas endereçadas a Jennifer durante uma pesquisa nos arquivos do jornal em que trabalha. Obcecada pela ideia de reunir os protagonistas desse amor proibido – em parte por estar ela mesma envolvida com um homem casado –, Ellie começa a procurar por 'B', e nem desconfia que, ao fazer isso, talvez encontre uma solução para os problemas do próprio relacionamento.
Com personagens realisticamente complexos e uma trama bem-elaborada, A última carta de amor entrelaça as histórias de paixão, adultério e perda de Ellie e Jennifer. Um livro comovente e irremediavelmente romântico.
• Lançado pela Intrínseca em 2012, A última carta de amor vendeu mais de 100 mil exemplares e inaugurou a relação dos fãs com a autora.

RESENHA

Quero começar aqui, dizendo o quanto me apaixonei com essa história, linda é pouco para me referir a ela. A Jojo me surpreendeu, sim, esperava por mais um clichê, porque simplesmente também amo um clichê. Mais a Ultima Carta de Amor, não é assim tão previsível, ela é perfeita e cheia de surpresas do início ao fim. A escrita é envolvente, e é trabalhada em dois tempos diferente, isso é o que deixa a leitura muito mais instigante. O que facilita muito você devorar o livro, e te faz querer ler, e ler, e ler sem parar, e quando você termina quer ler tudo de novo. A história gira em torno de um caso de amor proibido entre Jennifer e Anthony . Por Jenny ser casada com um homem poderoso, e diga-se de passagem riquíssimo, fato que não impediu Anthony de suas investidas na bela e casada Jennifer... Ellie trabalha em um jornal, e encontra uma misteriosa carta de amor. Disposta a seguir seu instinto investigativo, ela começa sua busca incansável pelos personagens daquela "Possível História de Amor". Ellie tenta a todo custo encontrar mais pistas sobre esta carta, e acaba achando outras cartas com a mesma caligrafia, isso a deixa mais instigada a ir em frente com a investigação. Com seu trabalho ameaçado ser tirado, e sua vida amorosa não indo nada bem ela se vê mais perdida que nunca... Em cada página virada, uma emoção diferente. O que eu mais gostei no livro foi o jeito de como a autora escreveu sabe, em terceira pessoa, aí é como se você estivesse ali em cima da história, sentindo não só o que o personagens sentem, mais você consegue ter o mesmo sentimento que a própria Jojo Moyes sentiu ao escrever o livro. Seria um absurdo dizer isso, mais é como se você estivesse também na história. Entende? É como que se caso a história fosse em primeira pessoa você não se emocionaria tanto quanto se emocionou ... É linda, é perfeita, é "A Última Carta de Amor