sábado, 20 de maio de 2017

RESENHA EXCLUSIVA - RAFANI


RESENHA LUNÁTICA

LIVRO: RAFANI
AUTORA: SINÉIA RANGEL
EDITORA COERÊNCIA
Nº DE PÁGINAS: 452

SINOPSE


Sinopse: Bon vivant e cafajeste assumido, Sam Allencar cultiva três paixões: mulheres, sexo e vinho. Seu objetivo não é o sexo, e sim amar e satisfazer todas as mulheres, com uma única regra: nunca cruzar a linha que separa vida pessoal e profissional.
Uma desconhecida com grandes olhos multicolor, um passado marcado por traumas e uma vida construída sobre segredos e mentiras.
Incompatíveis desde o início.
Ele não sabia que estava quebrando a regra, até que estivesse irreparavelmente envolvido.

Ela não sabia como contar a verdade, até que fosse tarde demais.



CONSIDERAÇÕES PRÉ RESENHA



Antes de qualquer coisa, é válido deixar claro que a temática do livro contém cenas fortes, com relatos que podem causar um choque em pessoas que não estão acostumadas a esse tipo de leitura. Deixando claro que esse livro não romantiza quaisquer abusos .


SCAR MIRANDA

Se você procura um livro com um felizes para sempre e um amor logo de cara, por favor pode parar agora. Não que não tenha um final feliz, mas antes de você conseguir sentir o perfume da rosa vai ter que sentir os espinhos. Sam é o típico pegador que tem o que quer e quando quer, até conhecer Rafani e sua vida mudar completamente. Dizem que não somos nós que escolhemos quando ser amada e sim que o amor nos escolhe e esse livro mostra bem isso. Ler esse livro foi um tanto difícil, pois me arremetia a coisas que não queria lembrar, mas eu sou a favor que se você vai escrever sobre algo polêmico e que choque tem que fazer com maestria e perfeição, e a autora soube fazer isso. As cenas de comédia serviram para colocar um pouco de leveza no livro o que ajudou muito. Até porquê não é todo dia que a gente lê um livro que retrata sobre abuso com a verdade nua e crua, Bom eu só queria agradecer a autora Sinéia pelo livro maravilhoso. Sim, precisa de alguns pequenos ajustes mínimos que precisam ser feitos, mas que na minha opinião não deixam o livro em nada a desejar. Não é porque você sofreu que não pode ser feliz.
E um recado que deixo sobre o abuso: É para nunca se sentirem culpadas, vocês são vítimas e temos que lutar contra isso. Sejam como a borboleta que mesmo quando se fecha e entra em um casulo, esperam a oportunidade certa para sair mais forte e bater asas em busca de novos ares.

CINTHIA GUTIERREZ

O livro tem uma​ temática polêmica vivida brutalmente por muitas mulheres, mas graças a Deus nesse livro nada passa impune. Mas infelizmente o medo é o inimigo de todas as vítima. Alguns períodos me senti perdida com os capítulos de outros personagens fora de sincronia e o detalhamento de algumas cenas foi em excesso, mas você focando no ponto real da história você consegue ver o com grandiosa essa experiência pode ser. Sam um mulherengo nato que só pensa se casar aos 50 anos, é aquele que ama: mulheres, porém foge de qualquer tipo de sentimento, até ele encontrar a misteriosa Rafini, dez anos mais velha, cheia de medos e limitações impostos pelas consequências de seu passado sombrio.Ter um homem em sua vida não é uma opção, e sim manter sua segurança e de filhos. A autora tornou a história rica em detalhes, assim prendendo a atenção do leitor. O livro mostra que amor não tem idade, que todos podem mudar suas prioridades e o mais importante: os seus fantasmas podem sim serem mortos e serem exorcizados. Essa história mostra que não podemos ser reféns de nossos medos, mesmo que seja traumático, precisamos enfrentar e ver que no final do túnel há sim uma luz. Em cada página lida, foi um choque, um grito e um sentimento que me corroeu por dentro, me fazendo pensar em como nós seres humanos podemos ser tão cruéis e sem coração. Confesso que tive vários pesadelos com todos os traumas vividos no livro, mas fica um alerta que ninguém pode estar seguro com sua família, aquela na qual deveriam ser nosso porto seguro e não um inferno e demônios que fazem da sua vida um verdadeiro martírio.
Só deixo a minha ressalva de que os culpados do livro tenham um final bem mais cruel, acho que a autora foi até boazinha demais. kkkkk

MARÍLIA LIMA

Bom começo aqui dizendo que é a primeira vez que leio um livro sem ler a sinopse rsrsrs Vi que era leitura coletiva, e queria começar o quanto antes a ler.
Achei que era mais um livro em que o cara fodão se apaixona pela mocinha, que ela teria que suportar todas as ex-fodas no pescoço dele. Era quase exatamente assim que seria, se claro, a mocinha em questão não tivesse um passado obscuro para esconder.O livro começa narrado pelo Sam. O que me deixou mais curiosa rsrsrs Nunca li um livro sendo narrado no começo pelo mocinho, sei lá pode parecer preconceito,mais não é, bom não sei.
Mas ele não imagina a barra que vai ter que segurar, para enfim poder ficar com ela. Na história vários personagens narram um pouco de sua história, o que poderia ser legal, se não ficasse um pouco cansativo "ás vezes" . Os temas abordados no livro, são muito interessantes, são poucos os livros que falam sobre "Assuntos delicados". Eu aqui afirmo que fiquei chocada com alguns capítulos e até pensei em parar a leitura, mas a curiosidade me venceu. O que posso dizer é que: Sim! Eu gostei do livro, mas não recomendo para todos, a história é bem pesada. Mais tirando isso o Sam é um puto extremamente fofo hahaha E Murilo seu melhor amigo também um dos personagens principais da trama, eles irão passar por poucas e boas. A leitura é divertida, mais com uma pitada de drama, como qualquer história pede. Houve muita enrolação na história, principalmente no começo antes da história ter realmente um rumo. Quando, Sam conhece uma mulher misteriosa no local onde será realizado o casamento de sua irmã Mel. Ele é tomado por um desejo e uma curiosidade imensa para descobrir quem é aquela mulher... Sem saber que ela poderá ser a sua "Exceção". Seus dias de cafajeste estão contados.
E sim, teve o maravilhoso final feliz