segunda-feira, 17 de abril de 2017

Entrevista Lunática - Autora Silvia Spadoni








A paulista Silvia Spadoni é formada pela Faculdade de Direito do Largo de São Francisco – USP e trabalhou como advogada durante grande parte de sua vida. A escrita faz parte de um projeto de reinvenção pessoal. É uma apaixonada por livros, como ela mesma se define, e uma leitora bem vivida. Começou cedo quando ganhou do seu pai as coleções de Julio Verne e As 1001 Noites, com as aventuras de Sherazade, presente que ela guarda até hoje. Leu os clássicos nacionais, Agatha Christie – ela adora Hercule Poirot –, Sidney Sheldon, Judith Krantz e também é fã de Jane Austen e das irmãs Brontë. Nos últimos tempos descobriu os autores suecos e dinamarqueses, como Stieg Larsson, por exemplo. Ama viajar e narra em seus romances o que conheceu, embora retroceda alguns séculos para descrevê-los, pois em um livro de época é mais fácil ser romântica, admite. A autora tem planos de morar um tempo no exterior, mas continuar a escrever. É casada há 31 anos, tem três filhos e um cão schnauzer muito amado de 13 anos. Além de Um Amor Conquistado, são dela Um Amor Inesperado e Um Amor Apaixonado.


DE FRENTE COM AS LUNÁTICAS


1. Seu nome completo e o título do seu livro (Todos que tiver)
Silvia Spadoni
Um Amor Conquistado
Um Amor Inesperado
Um Amor Apaixonado


2- Há quanto tempo vc escreve?

Há muuuuito tempo, sou (ou melhor fui) advogada! kkkkkk
Romances há apenas um ano.


3- De onde busca inspiração?

Lugares me inspiram muito! Personalidades históricas também!


4- Quais as dificuldades enfrentou ou enfrenta?

Uma dificuldade prática, que me atrasa muito, ocorre quando demoro para sentir a personalidade e achar o tom certo de um personagem. Como escrevo de forma intuitiva, sem um planejamento, às vezes isso acontece. Tenho o hábito de sempre começar o trabalho relendo o que escrevi no dia anterior, e por vezes, percebo que tudo ficou artificial. Isso acontece quando o personagem não está definido. Quando isso ocorre costumo apagar e recomeçar.


5- Qual seu livro e seu autor favorito?

Essa é difícil! Gosto de muitos autores e de várias obras. A cada época da vida elegi um como favorito. Mas tenho um personagem que adoro: Herculet Poirot! Agatha Cristie não é minha autora favorita, mas seu personagem com certeza é.


6. Um gênero que você jamais escreveria?

Distopia, Ficção Científica.


7. Seus futuros projetos...

Flora! Estou amadurecendo a história dessa pianista clássica que leciona para as filhas da nobreza para poder sustentar-se. Ainda é um projeto bem embrionário, tenho muito a trabalhar nele.


8- O que acha do Lunáticas por Romances?

Acho um grupo divertidíssimo! Pelo fato de ser um grupo só de garotas, todas ficamos bem a vontade para rir, brincar, desabafar e ... falar de livros, claro!



FIQUEM POR DENTRO DE TODOS OS LANÇAMENTOS DA AUTORA:

INTERESSADOS EM ADQUIRIR SITE DA EDITORA: www.pedrazuleditora.com.br



UM AMOR CONQUISTADO (SAI 15 A 20 DE ABRIL). EM PRÉ-VENDA.
O primeiro livro da série Amores
Ainda criança, Sophia foi levada para a Inglaterra para fugir da perseguição e do terror impostos pela Revolução Francesa. Com medo de ser descoberta, nunca revelou sua origem nobre, mas manteve viva a esperança de reencontrar sua família. Após o falecimento da madrinha, Sophia se vê obrigada a buscar trabalho para sobreviver e, por isso, se candidata à vaga de preceptora de Louise, a sobrinha órfã do conde de Buckington, um nobre conhecido pela sua frieza e arrogância. Em uma brincadeira do acaso, ela se vê diante da possibilidade de voltar à França sob a proteção do nobre inglês e de descobrir o que aconteceu com seus pais. Mesmo avisada sobre os riscos, ela decide seguir em frente, ainda que isso signifique fingir ser a noiva do conde de gelo. Edward é um homem frio e arrogante, disposto a qualquer coisa para se vingar do francês que destruiu seu irmão, até mesmo embarcar para a França em companhia de uma desconhecida, apresentando-a como sua noiva. Ele conhece os riscos da empreitada, só não está preparado para os sentimentos contraditórios que invadem seu coração.


UM AMOR INESPERADO. PRÉ-VENDA EM 15 DE ABRIL (SAI 15 A 20 DE MAIO)
O segundo livro da série Amores
Na antiga Inglaterra, Amélia embarca em um plano mirabolante com o único objetivo de se livrar do seu terrível tutor: casar-se com um total desconhecido e, ainda por cima, prisioneiro da Coroa Britânica à espera da execução. O plano parece dar certo. Ela se considera viúva e já não sente mais a presença obscura de seu guardião. Mas o mundo de Amélia vira de ponta-cabeça quando lorde Cunnington, o herdeiro até então ignorado do conde de Hartford, assume as propriedades e é recebido como herói na sociedade local. Tudo estaria bem, não fosse o fato de ele ser o prisioneiro que ela havia se casado no submundo daquela fétida prisão. Amélia, agora, precisa enfrentar a vingança do homem cujo nome ela comprou e os novos sentimentos que a simples presença daqueles olhos negros desperta nela.


UM AMOR APAIXONADO. PRÉ-VENDA EM 15 DE MAIO (SAI 15 A 20 DE JUNHO)
O terceiro livro da série Amores
Prudence não é prudente. Ao contrário do que seu nome indica, ela anseia por aventura. Dona de um espírito livre e apaixonado, ela é a menos tradicional filha de um duque inglês. Desde menina sentia uma vontade imensurável de conhecer os mistérios do Oriente e sua amizade com o príncipe Bahman Al Kaled, iniciada ainda na infância de forma inusitada, a fez desenvolver verdadeira obsessão pela Arábia. Quando surge a oportunidade perfeita para realizar seu sonho de viajar até lá, vê-se obrigada a ficar sob a tutela e proteção de um príncipe arrogante, insuportável e irresistível! 
Ao contrário do irmão mais velho, o príncipe Táriq odeia o povo inglês, mas o destino coloca sob sua responsabilidade justamente uma nobre inglesa, que acredita ser a síntese da mulher fútil e manipuladora que ele tanto despreza. Mas seu país precisa de uma aliança política e cabe a ele evitar que a ousada filha do duque de Barrington seja sequestrada em sua viagem a caminho do palácio Madinat al-Zahr. Tudo teria se resolvido em poucos dias se uma terrível tempestade de areia não tivesse atravessado o caminho deles. Após dias e noites sozinhos no deserto, a reputação de Lady Sinclair fica irremediavelmente comprometida e ele terá de encarar seu pior pesadelo: um casamento, pelo bem de seu país e pela honra da jovem.
Será que de um casamento forçado pode nascer um amor apaixonado?