terça-feira, 21 de março de 2017

Duas profissões: conheça o autor que escreveu um livro no consultório enquanto não atendia pacientes

Olha que história engraçada. Ele é cirurgião dentista e escreveu um livro entre as esperas de um paciente e outro. Estou falando do autor Bruno F. Oliveira. Seu livro "A Estrela de Seis Pontas" será lançado na próxima sexta-feira (24) pela editora Coerência.

Confira uma breve biografia:
Ele nasceu em Outubro de 1991 em Água Branca, interior da Paraíba. Formado em Odontologia, desde muito cedo, viveu dividido entre os livros acadêmicos e os de ficção. Em 2015, teve a oportunidade de iniciar a escrita da Trilogia Filhos de Arkhai, sem compreender muito bem que essa seria uma das suas mais complexas criações. Tendo grande afinidade com a literatura fantástica de escritores como J. K. Rowling e George R. R. Martin, como também com o cinema e os games, o autor busca em tudo isso a inspiração para continuar inventando e preenchendo linhas vazias com novas histórias.

Eu tive o prazer de bater um papo com o Bruno. Ele contou que escreve desde muito cedo, mas nada que pudesse assumir a proporção de um livro. Apenas contos. Quando ingressou no ambiente acadêmico, pôde aprimorar a sua escrita desenvolvendo projetos de pesquisa e publicando-os em alguns periódicos da área de odontologia, tanto nacionais como internacionais. Apenas quando concluiu a graduação, em 2014, foi que tirou um tempo para escrever o que mais gosta: ficção. A partir de então, iniciou os projetos para começar com a escrita da Trilogia e outras obras.

Sobre onde busca inspiração para escrever, ele afirmou: Eu costumo dizer que a inspiração vem das próprias personagens, que dentro da minha cabeça e organizam meus pensamentos para a história que eles querem que seja contada naquele momento. Algumas vezes eu planejo o que vou escrever, como vou iniciar os capítulos e que rumo a trama vai tomar. Outras vezes simplesmente sento de frente para o PC e a escrita vai fluindo. Por diversos momentos me surpreende ao fechar um capítulo e perceber o rumo que ele tomou.

Bruno afirmou que a sua maior dificuldade não foi por bloqueio criativo,  pesquisas complicadas, furos na história ou outra coisa qualquer. O que mais dificultou seu processo de escrita foi o tempo. Como trabalha em período integral como cirurgião dentista, era complicado organizar um tempo dedicado apenas para a escrita. "Não sou escritor de madrugada, nunca consegui tal feito, embora tenha tentado algumas vezes rsrs... Bom, confesso que "A Estrela de Seis Pontas" foi escrito quase que em sua totalidade em meu tempo livre no trabalho, entre um paciente e outro", afirmou.

Mas como conciliar o tempo? Ele responde: Tento de todas as formas organizar meu tempo pra os dois. E estou conseguindo. Em dois anos, concluí dois livros(A Estrela de Seis Pontas e Sonho Lúcido, que é uma sci-fi), e estou escrevendo o terceiro hehe.

O autor afirmou que nunca faria uma biografia. Nem dele, nem de outra pessoa. Segundo ele, se não for ficção, não rola química.

Ao falar sobre sua entrada na Editora Coerência, ele afirmou: Foi bem dinâmica. O primeiro contato com a editora foi pelo envio do original. Já conhecia um pouco do trabalho da equipe  editorial e me encantava com as capas, diagramação... Depois que enviei o original e ele foi aprovado pela equipe de leitores críticos, meu contato passou a ser direto com a Lilian, que é a editora chefe. Ela é sempre receptiva e disposta ao diálogo. Logo fechamos parceria e começamos os processos de edição. Adoro a Coerência e espero publicar muito com ela ainda.

Um autor favorito? Essa pergunta não pode faltar e ele justificou a reposta. "Eu admiro muitos, mas eu não posso deixar de citar o meu ídolo George R. R. Martin. Foi após ler seu trabalho que criei ânimo e coragem para enfrentar a escrita de uma Trilogia de livros tão longos como o meu", afirmou.

Sobre os futuros projetos, ele disse  que além de fazer alguns spin offs da Trilogia, pretende continuar escrevendo ficção científica. Já concluíu um que ainda não foi publicado, mas tem uma continuação já inteira na cabeça, só esperando a hora de ser colocada na tela do computador. "Pretendo tbm escrever um terror urbano. Sempre aparecem novas ideias... O pior inimigo é sempre ele: o tempo. Rsrs", destacou.

Sinopse do livro:

“Há uma terra onde um rei impera com punho de ferro e massacra os pequenos; onde Tribos dominam o ar, a água, a terra ou o fogo; e onde feiticeiros albinos servem submissos ao bem comum… Nessa terra nasce uma aventura que te levará numa fantástica viagem ao mundo de Arkhai. Tudo tem início quando Khiara, a legítima princesa arkhaíta, desperta de um feitiço que durou dezesseis anos. Ela tende a buscar o seu passado, resgatando tudo o que ficou para trás, enquanto o seu irmão Kendry ainda dorme. Na companhia de alguns jovens que encontra pelo caminho, com os quais cria um laço eterno de irmandade, Khiara descobre muitas mentiras e tramas por poder. Uma jornada viciante que guarda muitos mistérios e que pode trazer um final não tão feliz.”

http://editoracoerencia.com.br/livros/a-estrela-de-seis-pontas/