domingo, 12 de fevereiro de 2017

Primeiras impressões do livro "A Estrela de Seis Pontas":


A Estrela de Seis Pontas

Autor: Bruno Firmino de Oliveira

Editora: Coerência

Ano: 2017

Sinopse: “Há uma terra onde um rei impera com punho de ferro e massacra os pequenos; onde Tribos dominam o ar, a água, a terra ou o fogo; e onde feiticeiros albinos servem submissos ao bem comum… Nessa terra nasce uma aventura que te levará numa fantástica viagem ao mundo de Arkhai. Tudo tem início quando Khiara, a legítima princesa arkhaíta, desperta de um feitiço que durou dezesseis anos. Ela tende a buscar o seu passado, resgatando tudo o que ficou para trás, enquanto o seu irmão Kendry ainda dorme. Na companhia de alguns jovens que encontra pelo caminho, com os quais cria um laço eterno de irmandade, Khiara descobre muitas mentiras e tramas por poder. Uma jornada viciante que guarda muitos mistérios e que pode trazer um final não tão feliz.”

Minhas primeiras impressões de A Estrela de Seis Pontas:


É um livro de escrita rústica, com nomes antigos e diferentes. Fala sobre sacrifício. A Rainha está dando a luz e seus filhos estão a beira da morte e necessitam de duas pessoas para compartilhar as almas. Por anos, os dois homens fadados a compartilhar as almas, não podem dormir e precisam sempre acompanhar seus sobrinhos. A princesa Khiara tem os cuidados de Kevan, seu tio por parte de pai, e o que demonstra mais afeto e comprometimento com a vida da garota. É também seu tutor, e passa todos os dias no leito da princesa com esperança de que a mesma acorde.

Arturo, por outro lado, tem as responsabilidades de um Rei. Por conta do compartilhamento de alma, não pode ter filhos e o único que pode ter é “retardado e uma vergonha para o reino”.

Tem também referência aos quatro elementos, o que só deixa a estória ainda mais empolgante! A rivalidade entre alguns reinos, a emoção de ser refugiado...

É um livro com escrita gostosa, de fácil entendimento, onde consigo entender exatamente o que o autor quis passar. É fácil entender os sentimentos dos personagens. É fácil pegar o livro pra ler e viajar... Estar ali, naquela época antiga. Eu gostei bastante, vou prosseguir com a leitura e sem dúvidas indicaria para várias pessoas!