quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Resenha do conto: Sob o calor do sertão da autora Nana Pauvolih


AUTORA: NANA PAUVOLIH
SINOPSE:
Sob o calor do Sertão é um conto, baseado em um livro da autora, ainda manuscrito. Retrata o encontro de duas pessoas totalmente diferentes: Elisabeth Medeiros, uma socialite carioca, escritora, que resolve visitar o Nordeste para escrever um livro mais realista; e Marcus Lobo, um médico cheio de ideais, que abandonou tudo para viver no sertão da Bahia, lutando contra doenças, fome e miséria. Para Lisa, é um choque de realidade. Ela vê coisas que nunca pensou existir, não sabe se aguenta uma vida tão longe do conforto com o qual está acostumada. Mas se apaixona loucamente pelo médico bruto, grosso, que enfrenta a todos por um mundo melhor. Um amor que tem tudo para dar errado. Mas que pode mudar a vida de duas pessoas.


Resenha
Por Maria Augusta Reis

Lindo, triste, envolvente, realista, sensual...Simplesmente perfeito. Não tenho outra forma para definir Sob o Calor do Sertão da Autora Nana Pauvolih.
O Conto aborda a história da escritora Elisabeth Medeiros uma mulher rica e angustiada com a sua vida perfeita.  E desta inquietação surge a vontade de visitar o Nordeste e conhecer um pouco desta região tão sofrida do nosso Brasil.

Chegando no Nordeste, especificamente no Sertão, a personagem passa por um grande susto que felizmente coloca em seu caminho o personagem Marcus Lobo. Médico e “herói” da comunidade local. Um homem grosso, sincero, altruísta e gostoso (pausa para um banho frio kkkk).
Mesmo com todo toque de sensualidade a autora consegue ser fiel a dura realidade da população do sertão. Impossível não se emocionar com a pobreza, miséria, o descaso e a morte que assola a região.

Durante a leitura me peguei pensando na música Súplica Cearense gravada pelo Luiz Gonzaga:
“Oh! Deus perdoe este pobre coitado
Que de joelhos rezou um bocado
Pedindo pra chuva cair sem parar”

O conto é rico em detalhes, uma surpresa agradável, angustiante e dolorosa. Seus personagens Elisabeth e Marcus são realistas, com uma personalidade conflituosa e admirável Quando eles estão juntos o calor do sertão é bem intenso (50ºC). A pegada é forte (adorooooo)
Este conto merece ser apreciado e quem sabe virar um livro (Vamos ter esperança meninas!).
Que as lagrimas do povo do sertão toque o seu coração.
Bjos e até a próxima.