terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Resenha Lunática- Morgenstern



RESENHA LUNÁTICA
LIVRO: MORGENSTERN, Nº PÁGINAS: 386
AUTORA: KELLY HAMISO
EDITORA: NOVO SÉCULO, 2016

SINOPSE: Sarah Vega é uma jovem dedicada aos estudos e à família. Além de estudar Fisioterapia, ajuda a mãe no carrinho de cachorro-quente e cuida do pai cadeirante. Um amor incondicional que ela só compartilha com os fiéis amigos. Paciente, está à espera do homem certo, alguém que fará a diferença em sua vida. Há quem diga que esse homem é Andreas, um rapaz charmoso e atencioso, completamente apaixonado por Sarah. Ela, apesar de querê-lo bem, não sente o mesmo. Uma inesperada visita a uma academia faz seu mundo virar de cabeça para baixo. Quando se depara com o campeão de MMA Hans Scheidemann – a Muralha Alemã –, Sarah se vê envolvida em um turbilhão de paixões e dúvidas. Afinal, Hans tem seus segredos, capazes até mesmo de colocar a garota em perigo. Tudo se complica ainda mais quando uma vidente lhe faz uma revelação inusitada: Sarah tem um dom especial e faz parte de um seleto grupo – as Estrelas da Manhã – do qual depende o equilíbrio do mundo. Numa trama tão alucinante quanto comovente, repleta de romance, esoterismo, ação e emoções à flor da pele, Sarah terá de fazer as escolhas certas. Disso depende não apenas seu futuro, mas o de toda a humanidade.

MORGENSTERN SIGNIFICADO: ESTRELA DA MANHÃ

RESENHA:
Um livro envolvente, diferente de todas as receitas de bolos literárias. A personagem Sarah é forte e determinada, enfrenta tudo e a todos por sua família e seus princípios, porém ela nunca imaginou que seu destino lhe colocaria naquela academia, onde ela deu de cara na muralha de músculos chamado Hans, que corria do amor, como se aquilo fosse sua primeira derrota. Sarah chegou em sua vida lhe levando ao nocaute no qual jamais ele poderia ser o mesmo.
Ela conseguia ver o melhor Dele, coisa que muita gente não vê nos lutadores de MMA, muitos pensam que não passam de ogros de cérebro e muito menos coração, Sarah via compaixão, caráter e convicções, um homem no qual tinha um coração atrás de toda aquela muralha.
Ela era especial e nem sabia, uma verdadeira estrela da manhã, na qual passaria a enfrentar o equilíbrio de uma nação e tentar salvar a todos dos males do mundo.
“Assim como o lutador, o guerreiro da luz conhece sua imensa força; e jamais luta com quem não merece a honra do combate.”

CONSIDERAÇÕES DA BLOGUEIRA:
A Autora soube desenvolver um tema pouco abordado de maneira séria e intensa, respeitando todos os princípios do MMA e suas doutrinas, foi esplêndida em abordar a semântica do MOEGENSTERN, unindo ambos sem deixar o leitor perdido. Os personagens são fortes e autênticos, com características marcantes, no qual faz você refletir muitas das lições passadas no decorrer do livro.
Super recomendo esse romance nacional que me nocauteou desde a primeira página.
Gostaria de agradecer a assessoria da autora por confiar tal responsabilidade em minhas mãos ao resenhar esta obra.
Link de venda:
http://www.saraiva.com.br/morgenstern-9391540.html




domingo, 29 de janeiro de 2017

RESENHA LUNÁTICA- UM CASO PERDIDO


RESENHA POR: MARIA AUGUSTA REIS
Que livro foi esse? Minha primeira impressão foi “Mais um livro de romance adolescente”. No entanto Colleen Hoover escreveu uma história comovente e cheia de surpresas. A surpresa já começa com a personagem Sky, uma adolescente que vive alheia a tecnologia e com pouco convívio social. Pasmem a garota não tem redes sociais. É obvio que existe um segredo em relação ao passado da personagem, mas tenho que admitir que toda a história é bem construída e instigante. Sky é uma adolescente com personalidade, sem mimimi (estou cansada das mocinhas cheias de drama). Foi um prazer ver uma adolescente que não liga para as opiniões alheias e ainda tem bom humor para lidar com as ofensas. (Aplausos) Com o apoio da grande amiga Six, Sky convence a mãe a concluir seu ensino médio em uma escola, até o momento toda a sua formação ocorreu em domicilio (Choquei). A amizade e parceria das personagens é sincera e divertida. Fiquei emocionada com a carta da Six para amiga (Confesso, eu chorei) Mas como todo livro de romance precisa ter um par “perfeito”. Holder é o escolhido para conquistar e trazer sentimentos e emoções na vida da Sky. Entretanto o rapaz perfeito é cheio de altos e baixos, com cicatrizes e dilemas. Holder chamou minha atenção desde o início devido seu comportamento maduro demais. E isto só aumenta com o decorrer da história. Fica confuso para o leitor entender o comportamento da Sky em relação aos garotos e sua apatia em algumas circunstâncias. Até o momento paixão, afeto, amor são apenas palavras sem significado para Sky. Mas a grande sacada do livro é descobrir todos os porquês junto com a personagem. Preparem os corações para uma verdadeira montanha russa. Mas ao contrário do brinquedo a história de Sky e Holder é repleta de carinho, descobertas, sofrimento e superação. Boa leitura e observe as estrelas. Bjos

Resenha Lunática- Série Stage Dive Vl. 04 DEEP



RESENHA LUNÁTICA
BLOGUEIRA: Cinthia Gutierrez

LIVRO: DEEP – SÉRIE STAGE DIVE VOL.04 - ANO 2017
Nº PÁGS: 320


EDITORA: UNIVERSO DOS LIVROS

SINOPSE:
A série mais sexy dos últimos tempos chega ao final... Positivo. Com aquelas duas linhas do teste de gravidez, tudo na vida de Lizzy Rollins, uma simples estudante de Psicologia, estava prestes a mudar para sempre. E tudo por causa de um grande erro em Las Vegas, cometido com Ben Nicholson, o irresistível baixista da banda Stage Dive. E daí que Ben é o único homem que fez Lizzy se sentir completamente segura, adorada e descontrolada de desejo ao mesmo tempo? A universitária sabe que o lindo astro do rock não quer nada além de um pouco de diversão, ainda que ela mesma busque justamente o contrário. Por outro lado, Ben sabe que Lizzy está em zona proibida. Totalmente. Ela é a nova cunhadinha do seu melhor amigo, e pouco importa o quanto a química entre ambos seja fenomenal, não importa o quão sexy e doce ela seja: o baixista não vai tomar nenhuma atitude. No entanto, quando Ben precisa mantê-la longe de problemas na Cidade dos Pecados, ele rapidamente descobre que o que acontece em Vegas nem sempre fica em Vegas. A partir daquele momento, Ben e Lizzy estarão ligados do modo mais profundo que existe... mas será que isso os fará ligar seus corações?

RESENHA:
Lizzi logo assim que conheceu o baixista da banda se sentiu atraída por aquele homem enorme e misterioso, com fama de pegador entre os seus amigos da banda, porém no dia do casamento de seu amigo Mal baterista da banda com Anne irmã de Lizzi, a vida de ambos mudou após todos os lembretes de seu amigo de não se aproximar de sua cunhada, após o início de uma amizade verdadeira, ambos se entregam a uma noite quente em Vegas trouxeram lembranças. Com uma grávidez surpresa e um homem cheio de medos de se entregar de corpo e alma a qualquer um que ameaçasse sua liberdade com a música, Lizzi se via perdida em não ter seu amor correspondido e ter que criar um filho sozinha aos seus vinte e um anos e o medo de abalar as estruturas da banda Stage Dive, Com muitas brigas e conflitos Lizzi consegue seu espaço ao lado de seu amor e seu filho.

CONSIDERAÇÕES:  Infelizmente a série chega ao final bem escrito pela autora, que soube respeitar cada personagem e sua história, não deixando o leitor perdido com seu desfecho no último livro. Deep foi aquele romance gostoso de se ler em apenas algumas horas. Foi uma história de superação e rendição, com um hot leve no decorrer do enredo. Para quem não conhece ainda essa banda de homens, tatuados e apaixonantes, eu super indico a leitura. Deixo a ressalva de que espero que a editora lance mais série neste mesmo nível.
Nota: 9,0

LINKS DE COMPRA DO LIVROS:

CONHEÇA A EDITORA:


sábado, 28 de janeiro de 2017

Resenha crítica do livro: Novas Verdades, um Único Amor

Oi meninas, hoje tem resenhaaa. Sim, o livro da vez é Novas Verdades, um Único Amor. Algo totalmente diferente do costumo ler. Mas olha, valeu a pena. Pra começa, vou deixar a sinopse pra vocês:

“ E se você se perdesse de paixão por alguém de outro mundo? ”
“Será que isso é tão incomum quanto se imagina?”

Alessandra vem se sentindo mais desenquadrada do que nunca no mundo que a cerca. Tem tido diariamente sonhos estranhos e repetidos, os quais não é capaz de explicar. Até que um homem, que ela reconhece desses sonhos, surge na sua frente, informa que ela está correndo grande perigo e que somente ele pode protegê-la. 
Yan pertence ao Corpo de Elite do Comando de Defesa de Drah Senóriah. Implacável e intransigente, lidera 4 Guardiões que são responsáveis pela proteção do planeta. Decide ir sozinho a Terra em busca de Alessandra, a única que pode resolver o grave problema que Drah está enfrentando.
Nenhum dos dois está preparado para a atração que os assalta, mas ambos sabem que não podem desfrutá-la. Ela descobre que muito do que julgava ser ficção passou a fazer parte do seu dia-a-dia. Precisa salvar um planeta que nem imaginava existir, mas se vê impotente diante do fascínio que sente pelo guerreiro. Ele vê o controle das defesas de Drah se esvair em razão de atos de espionagem e traição, e é cercado de acontecimentos que nem a ciência avançada que possuem, consegue explicar. Além disso, fará tudo o que for preciso para garantir a segurança de Alessandra. Nada, nem ninguém, o desviará do seu objetivo. Nem o fogo que o consome quando a toca.

Confesso que no começo o livro não me prendeu tanto, talvez por não costumar ler romance com fantasia, Mas no decorrer, eu fiquei meio: quero o Yan pra mim... Que cara é esse? Super aceito a atração que a Ale sentiu por ele. O personagem consegue conquistar o leitor com toda sua sensualidade e inteligência. Eu ainda apostaria num romance mais detalhado dos dois, claro que o caminho que a autora trilhou foi super instigante, mas eu enquanto mocinha apaixonada queria mais sobre o relacionamento deles.

Um livro totalmente diferente do que se vê, rico em detalhes, com informações ficcionais que você até começa querer acreditar devido a forma que a autora escreve. O planeta retratado tem suas características e tão reais por sinais, que você fica tentada a saber mais sobre. A escrita da autora é leve, ao mesmo tempo, rica. Além de ter o olhar dos dois personagens, o que é maravilhoso. Pois você sabe o que cada um está pensando e sana as curiosidades.  O que tenho a dizer: Preciso muito ler o segundo e digo mais, outros livros da autora. Quem estiver a fim de experimentar e mergulhar numa leitura totalmente fora dos padrões, seja bem-vindo ao Novas Verdades, um Único Amo. Para a autora resta dizer: Parabéns pela escrita e criatividade.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Resenha do conto: Sob o calor do sertão da autora Nana Pauvolih


AUTORA: NANA PAUVOLIH
SINOPSE:
Sob o calor do Sertão é um conto, baseado em um livro da autora, ainda manuscrito. Retrata o encontro de duas pessoas totalmente diferentes: Elisabeth Medeiros, uma socialite carioca, escritora, que resolve visitar o Nordeste para escrever um livro mais realista; e Marcus Lobo, um médico cheio de ideais, que abandonou tudo para viver no sertão da Bahia, lutando contra doenças, fome e miséria. Para Lisa, é um choque de realidade. Ela vê coisas que nunca pensou existir, não sabe se aguenta uma vida tão longe do conforto com o qual está acostumada. Mas se apaixona loucamente pelo médico bruto, grosso, que enfrenta a todos por um mundo melhor. Um amor que tem tudo para dar errado. Mas que pode mudar a vida de duas pessoas.


Resenha
Por Maria Augusta Reis

Lindo, triste, envolvente, realista, sensual...Simplesmente perfeito. Não tenho outra forma para definir Sob o Calor do Sertão da Autora Nana Pauvolih.
O Conto aborda a história da escritora Elisabeth Medeiros uma mulher rica e angustiada com a sua vida perfeita.  E desta inquietação surge a vontade de visitar o Nordeste e conhecer um pouco desta região tão sofrida do nosso Brasil.

Chegando no Nordeste, especificamente no Sertão, a personagem passa por um grande susto que felizmente coloca em seu caminho o personagem Marcus Lobo. Médico e “herói” da comunidade local. Um homem grosso, sincero, altruísta e gostoso (pausa para um banho frio kkkk).
Mesmo com todo toque de sensualidade a autora consegue ser fiel a dura realidade da população do sertão. Impossível não se emocionar com a pobreza, miséria, o descaso e a morte que assola a região.

Durante a leitura me peguei pensando na música Súplica Cearense gravada pelo Luiz Gonzaga:
“Oh! Deus perdoe este pobre coitado
Que de joelhos rezou um bocado
Pedindo pra chuva cair sem parar”

O conto é rico em detalhes, uma surpresa agradável, angustiante e dolorosa. Seus personagens Elisabeth e Marcus são realistas, com uma personalidade conflituosa e admirável Quando eles estão juntos o calor do sertão é bem intenso (50ºC). A pegada é forte (adorooooo)
Este conto merece ser apreciado e quem sabe virar um livro (Vamos ter esperança meninas!).
Que as lagrimas do povo do sertão toque o seu coração.
Bjos e até a próxima.

Resenha do livro "Codinome Vampiro Rei" do autor Edmilson Cruz

Autor: Edmilson Cruz
Edição: 1ªAno: 2016
Gênero: fantasia
Páginas: 260
Editora Coerência

Sinopse

Com o avanço da criminalidade e o surgimento de novas redes sociais, tornou-se mais fácil para os criminosos agirem em sigilo. Um novo método de crime foi detectado pelos federais delegado Herbert e Ricardo, seu grande amigo. O que parecia apenas crimes comuns, depois de muitas investigações, revelou-se uma sucessiva queima de arquivo. Algo muito além do que eles poderiam imaginar estava em jogo.

Um ser sobrenatural e uma rede organizada de criminosos se utilizavam das redes sociais para aplicar seus golpes usando um codinome…

A sequência de crimes hediondos, bem como a caçada para deter esses criminosos, tornou-se um jogo brutal quando o quebra-cabeça foi montado.

Depois de descobrir o novo método para atrair vítimas a fim de abastecer o mercado negro de órgãos humanos, o detetive Ricardo, obstinado devido ao grande mal que lhe causaram, decide desmascarar essa quadrilha e levá-la para a cadeia a qualquer custo.

Entre nessa missão com os agentes e descubra o segredo que existe por trás das redes sociais. Será que o delegado e o detetive serão capazes de pôr um fim nessa teia organizada de traficantes?

Resenha:
Bom, todo mundo sabe o quanto eu amo um livro  com vampiros, mas agora imagine um livro com vampiros e muito suspense policial, pois este livro é assim.Gamei na hora . O autor Edmilson Cruz soube dosar tudo e  em cada página lida, uma surpresa, em cada página, você fica, oh, meu Deus e agora? E quando você acredita que descobriu o desfecho do livro, "bummm", lá vem o autor te surpreender mais uma vez.

O livro começa com corpos de vítimas aparecendo sem os órgãos e após várias buscas chegam em um grupo na internet que promovem esses encontros no sigilo absoluto, após você ser supostamente sorteado para uma viagem, é que a trama se da início (o tema foi maravilhoso nesse ponto, pois mostra que não é tudo na internet que você tem que confiar). Eu nunca imaginei um livro que fosse ter  vampiros ,policiais do tipo tiro, porrada e bomba, e ainda falasse sobre os riscos da internet e o tráfico de órgãos. Então eu fiquei ansiando a cada página mais e mais.

Ricardo é um detetive na dele, tem uma noiva,mora com os pais e espera logo constituir sua família.Ai você pensa nossa como ele é calmo, mas bastou uma tocada na ferida e o cara mostra que às vezes , é bom você conhecer apenas o lado bom da pessoa ao invés de querer ver o lado mal. Roseana é a chefe e vampira que arma as festas e escolhe as vítimas de acordo com o que os compradores desejam, fora que com essas festas regadas a muito sexo e bebidas.E aí vai aumentando o estoque de sangue para ela, seu pai e irmãos. A mulher é uma versão vampirica de Paola Bracho, tipo eu me amarrei na guria(eu amo alguns vilões dos livros kkkkk)

Bom gente, a vontade de soltar um spoiler esta muito grande então o que eu posso dizer é : Se vocês procuram um livro incrivel que é emoção do começo ao fim e querem ler um tema novo e diferente esse, com toda certeza,  é o livro certo pra vocês.
Nota dez!
⭐⭐⭐⭐⭐

quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Editora Universo disponibiliza primeiro capítulo dos livros Lick e Deep

Olha só que legal, a Editora Universo disponibilizou para as lunáticas os primeiros capítulos dos livros "Lick" e "Deep". A série está fazendo sucesso no meio literário. Não deixem de conferir!

Sinopse de "Lick"
No impulso de uma noite de diversão e bebedeira em Las Vegas, Evelyn Thomas casou-se com um desconhecido.

No dia seguinte, porém, ela se deu conta de que aquilo fora um terrível engano. Então, decidiu manter este pequeno deslize em segredo. O que Evelyn não sabia era que havia se tornado a esposa do cobiçado David Ferris, guitarrista da famosa banda de rock Stage Dive.

Agora, ao retornar para sua casa em Portland, ela terá de enfrentar as perseguições de repórteres, fugir às loucuras das fãs do astro e ainda encarar sua família, que não demonstrou nenhum contentamento com o ímpeto matrimonial da jovem filha. Será que Evelyn conseguirá resistir às delícias de David a fim de permanecer como “a garota certinha” ou decidirá embarcar nessa glamourosa aventura junto ao marido rockstar?
Leia aqui o primeiro capítulo de "Lick"

Sinopse de Deep
Positivo. Por meio de duas pequenas linhas num teste de gravidez, tudo na descomplicada vida de Lizzy Rollins está prestes a mudar para sempre. E tudo por causa de um grande erro em Vegas com Ben Nicholson, o baixista irresistivelmente sexy da banda Stage Dive. Então, qual o problema de Ben ser o único homem que ela conheceu que pode fazê-la ao mesmo tempo se sentir completamente segura, amada, e com um desejo fora de controle? Lizzy sabe que o lindo astro do rock não está à procura de algo mais permanente do que um bom passatempo, mesmo que ela desejasse que fosse diferente.

Ben sabe que Lizzy não deve ser tocada. Completamente e totalmente. Ela é a irmã mais nova da sua melhor amiga, e não importa o quão quente a química entre eles seja, não importa o quão doce e sexy ela seja, ele não fará nada a respeito. Mas quando Ben é obrigado a manter a garota por quem ele sempre teve um fraco fora de confusão em Sin City, ele rapidamente descobre que o que acontece em Vegas, nem sempre fica por lá.
Agora, ele e Lizzie estão conectados da maneira mais profunda possível... mas será que isto os levará à uma conexão do coração? (tradução livre)

Leia aqui o primeiro capítulo de "Deep"

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

Resenha crítica por uma Lunática: Conto "'Promiscua"


Sinopse: Há limites para o prazer? Bianca Voltolini acredita que não, e fará de tudo para alcançá-lo constantemente.
Conheça o relato de suas aventuras e desventuras numa série de experiências intrigantes e excitantes que culminarão em uma das revelações mais perturbadoras de sua vida.
Esta é uma história de ficção, entretanto, pode ser mais real do que você imagina.
Promíscua. Liberte-se!

Resenha da L.M Gomes: "Não era a primeira vez e fatalmente não seria a última..."

Bianca, a protagonista deste conto, me chocou. Ela conseguiu ser muitas coisas enquanto eu lia. Conseguiu colocar um leque de emoções em minha mente enquanto me perdia em suas experiências avassaladoras.

Intenso, cru, perturbador e humano. O conto "Promíscua" me libertou de conceitos erráticos e me aproximou do conceito de liberdade. Mas a questão é: a que preço?
Parabéns à autora , por sua abordagem altamente sexual e poética. Não espere meio termo. Espere profundidade mesmo quando aparentemente, os relacionamentos de Bianca, sejem regados à superficialidade. Embora, nada seja mais profundo do que o raso da mente pervertida.
Respondendo ao prólogo: eu aceitaria um livro.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Resenha crítica do livro "Tim Atlas na Montanha das Harpias" do autor Daniel de Carvalo

Título:TIM ATLAS NA MONTANHA DAS HARPIAS
Editora: Coerência

Sinopse
Tim Atlas foi encontrado à beira da morte, mas foi salvo pelo doutor Ignatis. Sem lembrar-se do seu passado, Tim Atlas consegue um trabalho na Reddy-Detetives tendo como primeira missão encontrar duas gêmeas desaparecidas nas selvas da Rondônia.
Tim Atlas embarca para Guajará-Mirim para iniciar as buscas, sem imaginar que a maior aventura da sua vida estava apenas começando.
Índios Parecis, Homens Voadores, seres encantados, Montanha das Harpias. Será que ele vai desistir diante de tantas adversidades?
Com a ajuda da Moça da Floresta, Tim Atlas irá encontrar não apenas as respostas que procura, mas sentimentos que sequer imaginou possuir, além do mais, descobrirá ser parte de uma grande profecia, resta a ele encontrar o que procura e também a si mesmo.
“Afinal, o que importa o que nós somos? O que verdadeiramente importa é o amor que temos em nossos corações.”

Resenha por Maria Augusta Reis
Toda vez que leio a sinopse de um livro de romance que mistura aventura com fantasia tenho a certeza que estou sendo enganada (risos). E não errei desta vez.

O livro conta a história de Tim Atlas um homem com amnesia que tem a missão de procurar duas adolescentes desaparecidas nas Selvas de Rondônia. Num primeiro momento achei um tanto curioso e audacioso por parte do autor a ideia de um homem que já se encontra perdido em sua própria mente procurar por alguém. Tenho que reconhecer que o personagem não deixou a desejar, sendo maravilhoso acompanhar suas descobertas, suas amizades e características singulares.

O livro é rico na descrição dos detalhes fazendo nossa imaginação ficar bem aguçada. Fiquei imaginando cada detalhe para subir a montanha. Acho que tive um desgaste físico em apoio aos personagens :D

A amizade entre Tim Atlas, Lothar e Amuri é um ponto forte no livro. Senti falta de um fechamento digno para amizade que foi construída durante essa grande jornada. Assim como uma dose a mais de romance entre Tim Atlas e a Moça da Floresta. Os leitores adoram gestos de carinho e um casal apaixonado.

Acredito que o autor foi um pouco repetitivo em algumas questões principalmente na construção do “super-herói” Reddy. Em contrapartida ver a determinação e a grandeza de seu pequeno ato fez valer a pena. Alguns heróis não precisam usar capas e ter super poderes, basta um pouquinho de coragem, ousadia e muita musculação e artes marciais (risos).

Certas partes mereciam um pouco mais de delicadeza e cuidado para garantir uma emoção que todo livro de fantasia proporciona. Garantir aquela respirada mais funda do leitor. Assim como ter um epílogo digno do nosso herói Tim Altas.

Achei bem peculiar a ideia do autor em relação ao epílogo (não vou contar). Mas fiquei decepcionada por não ter algumas respostas. Mas o autor deixa claro a vontade de escrever uma continuação deste romance.

Tim Atlas é um livro que prende a atenção do leitor, aguça a nossa curiosidade e imaginação. É impossível não torcer por esse personagem tão peculiar. Agora é esperar.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Resenha Crítica do livro '"Com todo amor do mundo" da autora Monaliza Nunes

Com todo amor do mundo...
Autora: Monaliza Nunes
Número de páginas: 170
Editora: Coerência
Gênero: Romance

Sinopse: Todo mundo, uma hora ou outra, perde alguém muito importante. Um amigo, um parente, um amor. A questão é: como lidar com isso? Como buscar uma saída para o abismo que se forma em nossos corações? É isso que Elizabeth luta para descobrir. Depois de perder o amor da sua vida, ela começa a escrever cartas para alguém que jamais responderá e tenta, aos poucos, reconstruir a vida, buscando para ela e seu filho um novo final.

Resenha:
Sabe aquela sensação de “esse livro me escolheu?”, então eu nunca tinha sentido. Todos os livros que peguei parar ler já sabia algo sobre o autor ou obra, mas esse me foi dado de forma inesperada, não conhecia a autora, tão pouco seus livros, li a sinopse achei interessante e mergulhei nessa aventura, me apaixonei. Posso dizer, esse livro me escolheu. Ele me pegou... Me deixou ao mesmo tempo sem palavras e com muito a dizer.

O romance conta a história de Elizabeth e Miguel, dois amigos de infância que se amaram a vida toda. Até o momento nada de surpreendente, até você abrir o livro e ver que ele é escrito em forma de cartas, foi o que me surpreendeu e me encantou. Elizabeth ou simplesmente Liz, escreve cartas que para seu amor, cartas que ele nunca lerá.

Confesso que ao mesmo tempo em que achei a proposta linda fiquei insegura e achei que seria deprimente, mas a cada página folheada a maneira singela e delicada como as aventuras e desventuras da personagem era narrada eu me sentia mais encantada.

Escrever essas cartas foi a maneira que Liz encontrou de lidar com a perda do amado, e de fazer um balanço da própria vida. Me impressionei com a escrita. Sabe aquele livro cheio de passagens que você quer marcar? Então, minha vontade era marcar o livro todo. As certezas, incertezas e angustias da personagem são sentidas a cada nova página. Você sente sua dor inicial e vai aos poucos com ela se sentindo curada e quando o livro chega o fim além daquele gostinho de quero mais, acontece algo que lhe surpreende. Pelo menos me surpreendeu e me fez derramar lágrimas... Um livro lindo, leve e que faz você pensar em muitas coisas da vida.
“O fim de semana acaba, então todos descarregamos nossa raiva e preguiça na coitadinha da segunda-feira, perdemos o horário e resolvemos culpas o despertador por isso. Perdemos o rumo da nossa vida e culpamos Deus. Culpamos tudo e todos, a humanidade sempre faz isso, reclamamos diariamente das coisas que não podemos mudar e criticamos tudo o que não conseguimos entender...” (Pag. 41)

Devido ao formato, não espere encontrar diálogos diretos, mas sim um relato simples, apaixonado, por vezes sofrido e confuso de Liz, que nos faz sentir a dor de suas perdas, sentir as suas alegrias e por vezes pensar “Já me senti assim” ou como eu “É assim que me sinto agora...”
“Eu sempre amei observar o céu, desde pequena eu sentia um conforto em olhar a vastidão azul acima de mim. Para uma garota que vivia sempre presa na mesma cidade, era reconfortante imaginar que um dia eu viajaria por todo o mundo, colecionando aventuras incríveis [...] Por mais que eu nunca tenha chegado perto de uma aurora boreal, do gelo, ou da Itália, o céu me trazia uma sensação estrangeira, algo bom para uma criança, uma mensagem de esperança que dizia Não há problemas em sonhar...” (Pag. 142)

Só tenho a agradecer a autora Monaliza Nunes que com apenas 15 anos me proporcionou uma das leituras mais delicadas e apaixonantes da minha vida. Bati recorde de leitura, li em menos de 4 horas e quero e vou ler outra vez. Me tornei fã e fico ansiosa para ler seus próximos livros.
Se você procura uma leitura apaixonante do tipo que te tire o fôlego então Com todo amor do mundo é a leitura certa para você...



sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Entrevista exclusiva da autora do livro "O Amante" Jodi Ellen Malpas; assista o vídeo



Mais uma entrevista exclusiva do Lunáticas por Romances. Nossas anjos Scar Miranda e Fabíola Morgan nos presentearam com um bate-papo com nada mais, nada menos que Jodi Ellen Malpas... Confira:

1.O que fez você começar a escrever? Qual a sua primeira inspiração?

Jodi: A história de Jesse foi construída em minha cabeça até que um dia eu já tinha tudo. Antes que eu soubesse, eu tinha centenas de milhares de palavras! Minha amiga me incentivou a publicar depois que ela leu e se apaixonou por Jesse. Eu agradeço a ela todos os dias por me fazer acreditar em mim mesmo.

2.      O que te inspirou a escrever a trilogia O Amante?

Jodi: Eu sempre tive uma imaginação hiperativa e nenhuma saída para ela. Eu nunca considerei escrever, colocar tudo isso para fora, eu nem mesmo me achava boa contando historias. Mas aconteceu e estou muito feliz por ter feito.

3.      Jesse é alguém extremamente controlador. Você não teve um pouco de medo disso causar raiva nos leitores?

Jodi: Quando escrevi sobre Jesse Ward, não pensei que alguém pudesse ler a sua história. Eu não tinha plano de publica-la naquele momento, eu estava escrevendo apenas o que eu queria escrever sem levar em consideração o que iriam pensar. Então eu fui colocando tudo para fora, não segurei nada. Nunca imaginei que tantas pessoas o amariam como eu o amava. Ele está no topo controlando tudo, mas também é extremamente amável.

4.      Você acredita que viver pode resgatar uma pessoa?

Jodi: Absolutamente sim. Se eles quiserem ser redimidos... Talvez com a ajuda de outra pessoa.

5.      Como você lida com as expectativas dos seus leitores? Porque a trilogia “O Amante” é um grande sucesso.

Jodi: Eu tenho que seguir o mesmo processo de escrita em O Amante. Eu imagino que estou ali escrevendo para mim, mas obviamente agora eu tenho leitores para agradar (risos). Também tento não deixar a preocupação com o que os outros vão pensar influenciar nas minhas histórias.

6.      Ava pedindo para ser açoitada foi um momento decisivo no livro, como foi planejar e escrever essa passagem?

Jodi: Doía escrevê-lo, mas tudo era parte da história. Jesse é incrivelmente insensível. Ele é difícil de alcançar e Ava teve que ir a extremos para fazê-lo entender. Eu acho que funcionou (risos).

7.      O lugar onde grande parte da história acontece, realmente existe ou é fictício?

Jodi: O clube Manor???? (Muitos risos) Quem sabe existe, nunca se sabe. Mas o do Jesse é fictício. Se houve um lá fora eu gostaria de me tornar membro. (Risos).

8.      Você se inspirou para alguém criar Ava e Jesse? Se sim, quem são eles?

Jodi: Eles são puramente produto da minha imaginação. Eu escrevi Ava como eu, pois era mais fácil para mim pensar em como um mulher como eu lidaria com um homem como Jesse. Os conflitos, os sentimentos, a dor...

9.      Você tem a intenção de publicar mais livros no Brasil?

Judi: Espero que sim! Vou mantê-las informadas. (Carinha rindo).

10.  Existe a possibilidade de você vir para a Bienal no Rio de Janeiro (uma grande feira de livros nacional e internacional)???

Jodi: Oh, eu fui convidado para participar alguns anos atrás, mas não deu certo (carinha triste) Espero que em breve surja o convite outra vez. O Brasil está na lista de lugares que eu adoraria visitar.

11.  Você já recebeu propostas para o seu livro transformar-se em uma série ou um filme?

Jodi: Não, mas talvez um dia. É tanto uma perspectiva emocionante e preocupante, porque você tem que confiar em alguém para fazer justiça a sua história e seus personagens.

12.  No Brasil, O Amante, conquistou muitos fãs, todos apaixonados por essa trilogia. Qual é a sua mensagem para seus fãs brasileiros?

Jodi: Eles são tão apaixonado e eu adoro isso! Obrigado a todos que twittaram mensagens carinhosas demonstrando todo seu amor... É muito gratificante e aprecio muito. (Carinha feliz).

13.  Muitos escritores novatos no Brasil foram inspirados por você e por E.L James, quais dicas você pode deixar para eles?

Jodi: Escreva o que você quer escrever, não o que você acha que as pessoas querem ler. (Carinha feliz)

ASSISTA AO VÍDEO:

Conteúdo do vídeo: "Oi, sou a Jodi e eu resolvi fazer esse pequeno video para os meus leitores brasileiros para dizer Oi, então OIIIII... Obrigada a todos por seus cometários, suas mensagens, seus twittes e o seu amor por Jesse Ward... Essas são as minhas edições, e aqui.. Oh não, o que isso??? Ah o marcador de texto! (Risos) Essa é a edição brasileira de O Amante que eu vou estar enviando autografada para ser sorteada entre um de vocês.... Queria desejar para todos vocês Feliz Natal e um Feliz ano novo (beijoos) Espero vê-los em breve no Brasil"




Modelo e avatar literário entra hoje na mansão de reality; saiba como acompanhar

Leandro Lima de 29 anos, modelo e avatar literário, entrará na mansão do reality Sexytape na noite de hoje(06). Serão 14 dias confinados com mais 8 pessoas, sendo elas 5 meninas e 3 rapazes. Segundo o modelo, ele poderá utilizar a internet 1 hora por dia.

O primeiro lugar levará 10 mil reais, além de prêmios para os demais que tiverem mais assinantes.

Como funciona?
Será transmitido pelo site da Sexytape e para assistir, é necessário realizar uma assinatura.

Segue o link: http://www.sexytape.com.br/perfil-participante.aspx?part=2

Confira na íntegra a entrevista que Leandro deu ao site do reality:

Fale um pouco sobre você

Moro sozinho em São Paulo

Lugar mais inusitado onde já fez amor?

Na beira de um rio.

É adepto ao uso de acessórios para apimentar a relação?

Nunca usei.

Qual é o tempo máximo que aguenta sem sexo?

1 semana

Qual o seu lugar favorito para ser beijado?

No pescoço

O que vale mais: quantidade ou qualidade?

Qualidade

Já fingiu orgasmo?

Nunca

O que é mais importante para você: as preliminares, o ato em si ou o depois?

Tudo

Qual a maior loucura que já fez por amor?

Uma carta com 5 metros escrito “Eu te amo”.

Qual a sua maior fantasia sexual?

Sexo com duas mulheres.


Você gosta de livros que tratam sobre a LGBT? Leia 'O meu melhor amigo é Gay" do Dielson Vilela



Os livros com temáticas LGBTs tem ganhado espaço na literatura. Hoje apresentaremos a você, o autor Dielson Vilela e o seu livro que faz o maior sucesso: Meu Melhor Amigo é Gay.

Dielson Vilela tem 28 anos e é natural de Recife/PE. É formando em Letras – Português/Inglês e Especialista em Metodologia da Tradução-Inglês. Atualmente, trabalha como coordenador e professor de inglês em um curso de idiomas. Leitor voraz, ele é apaixonado pelos mais diversos gêneros e títulos da literatura brasileira e internacional, além de ser amante de filmes, séries e música. Ávido pela escrita, iniciou seus trabalhos como autor de web, em um site de auto publicação


Ele escreve desde quando eu era adolescente, mas não tinha a pretensão de ser um escritor. "Quando comecei a cursar letras, essa vontade passou a ser um desejo profissional. Então, aos vinte anos, comecei a escrever o meu primeiro livro", contou.

Para buscar inspiração, ele recorre a nossa realidade e a relação entre as pessoas. "Sinto a necessidade de mostrar a realidade das pessoas e dos temas ainda não tão bem digeridos pela sociedade", afirmou.

Perguntamos sobre quais eram os seus futuros projetos, ele respondeu:
"Estou em processo de pesquisa para o meu próximo livro. Ele envolverá uma trama muito mais complexa e com o tema muito  forte.  Os personagens estão ganhando forma e estou gostando muito deles. Além disso, quero me dedicar mais uma pouco a minha página pessoal."

Quando se trata de de obstáculos, Dielson afirmou que a dificuldade maior é o apoio para os escritores nacionais, principalmente no início da jornada. "Cheguei muito longe como escritor e me sinto muito feliz por isso. Feliz por cada leitor que conquistei,  mas reconheço que teria chegado muito mais longe se tivesse apoio de pessoas que incentivassem a literatura nacional", concluiu.

Sinopse do livro:
Carlos e Márcio são dois amigos de longa data. Um dia, um acontecimento leva Carlos a descobrir que o seu melhor amigo, Márcio, é gay. Ele se vê paralisado diante dessa revelação. E, agora?

Em meio a essa surpresa, Carlos se torna testemunha de um crime covarde, e decide criar um blog para narrar as angustias que o sufocam. Nesse processo, ele se depara com a violência motivada pelo preconceito que traz como vítimas vários segmentos considerados minorias pela sociedade.

Ao Ler “o meu melhor amigo é gay”, nos deparamos com aventuras, perigos, brigas, reencontros e uma boa pitada policial que fazem do livro uma narrativa realista, fácil de ser lida, compreendida e vivenciada pelo leitor como sendo parte integrante da história, independente da sua condição sexual, religiosa, cultural ou ideológica.

Você precisa conhecer a autora Evelyn Santana; confira


Ela tem 23 anos, mas já escreve a 7 e tem 3 livros prontos e vários em andamentos. Estamos falando da Evelyn Santana. Com o livro 'Doce Amargo' fazendo sucesso, a autora afirma que está satisfeita com o que vem alcançando. Com um título diferente, ela explica: "esse livro representa o relacionamento dos protagonistas e a personalidade deles. Temos um mocinho com cara de vilão e uma mocinha no sentido exato da palavra. O livro trata de conflitos internos. Descoberta do amor. O leitor consegue ver Robert se apaixonando por Linda quando nem mesmo ele sabe que isso aconteceu", reforçou.

Antes de prosseguirmos, vamos deixar a sinopse do livro?

Melinda é uma garota que não conhece suas origens, tendo sido abandonada com pouco dias de vida em um orfanato, onde se apaixona por uma ilusão, um rosto em uma foto no jornal: Robert Blackwell, um promissor empresário que fez uma doação para o orfanato onde ela morava.
Anos mais tarde, Linda consegue se reerguer, estudar e garantir um bom emprego na empresa de Robert.
Um acidente faz com que se encontrem. A ganância dele os aproxima. E o amor sela tudo.

Perguntamos a Evelyn, quais gêneros ela tem preferência ao escrever e ela respondeu de imediato: "Tem ficção científica nos meus primeiros livros. Em Doce Amargo é apenas romance e alguns dos projetos atuais são suspense. Tenho vontade de escrever fantasia". Mas um gênero que jamais escreveria seria o terror.

Uma das curiosidades dos leitores é saber qual autor é o preferido do seu autor, então também perguntamos a autora. "Autor nacional que admiro... São vários. Hahahah Hahaha Mas fico com Eduardo Spohr. Estrangeiro, Sidney Sheldon. Livro preferido, Se houver amanhã, do Sidney Sheldon", ela disse.

Sobre estar na Editora Coerência, Evelyn disse estar muito feliz. "Cheguei à Coerência como revisora. Quando vi de perto o trabalho incrível que estava sendo feito, mandei meu original."

A autora indica seu livro pra quem gosta de romance com amores improváveis, empecilhos e uma dose de drama.

Acesse o site da editora para adquirir o livro
http://editoracoerencia.com.br/livros/doce-amargo/

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Widjane Albuquerque: a autora que conquistou as leitoras com o personagem Rocco


"Leia, mas deixo claro que o Rocco é meu. Só meu", disse uma leitora no meio da Bienal de SP quando perguntei sobre o livro "Um conto Quase de Fadas: Era uma vez'. Uma capa linda, uma sinopse super atraente. Foi assim que a autoraWidjane Albuquerque conquistou seus leitores. Seu personagem Rocco faz sucesso no mundo literário.

Vamos saber mais sobre ela?
Widjane Albuquerque tem 29 anos e além de autora, também é maquiadora. Ela começou escrever em 2014, logo quando começou o projeto da triologia  "Um conto quase de fadas". Segundo Wid, a liberdade de poder escrever justamente a parte Hot , foi o que a fez optar por esse gênero. "O fato de não me sentir restrita foi um dos principais motivos , então a seguir, eu me encontrei tendo que lidar com personagens altamente sexuais , não que fosse impossível escrevê-los sem o Hot , porém creio que esse gênero casa perfeitamente com o que eles e eu quisemos mostrar", afirmou.

A autora ressaltou que um dos gêneros que não consegue escrever é ficção adolescente. "Eu adoro a maioria dos gêneros , mas acho que na minha atual fase não conseguiria escrever. Quando terminar tudo que estou preparando, talvez eu tente para ver o que acontece", ela disse

Questionada sobre qual livro é o favorito da triologia que escreve, Wid afirmou que o terceiro livro leva vantagens, porque ele consegue mostrar o pior do ser humano, o que acontece quando entramos em conflito com o que não sabemos lidar . "Não é só uma história romântica e erótica , é a história do que é preciso para superar traumas , conquistar sonhos , e viver intensamente o amor , mesmo que ele não seja para sempre", ressaltou. 

Sobre seus futuros projetos,  ela disse que tem uma lista de livros para lançar. "Isso é minha realização como escritora , no quesito dos estudos eu pretendo me formar e seguir na vida acadêmica até concluir o mestrado", disse Wid.

'Quem é sua autora nacional e estrangeira favorita?", essa também foi uma das perguntas feitas a autora, e ela respondeu imediatamente: "Eu tenho várias, mas meu coração pertence a Jas Silva. Ela é diferenciada com certeza , sabe aquela pessoa gentil e de coração maravilhoso ? Pois sim , além de conseguir transmitir um sentimento único através dos livros e estrangeira eu tenho um empate - gena showalter criadora dos meus amados senhores do submundo e Kresley cole - a criadora dos Imortais depois do amanhecer. Elas são incríveis , de uma criatividade ímpar eu adoro as duas e já falei com elas para tentar agradecer por elas serem tão maravilhosas e escrever histórias incríveis - ambos os gêneros são fantasia e é Hot", concluiu



quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Resenha Lunática: Zane

Resenha Lunática  
Livro: Zane.
Ano: 2016.
367 páginas.           
 Editora: Charme                                                              
 Autora Patrícia Rossi.                                                        

Sinopse: Zane Hudson. Motoqueiro. Músico. Tatuado. Apadravya... Ele sabe o que é abandono. Ela já foi traída. Eles pertencem a mundos diferentes. Mas nem por isso a química entre eles é menor. A atração é explosiva, instantânea. Quinn Armentrouth. Alta sociedade, luxo, glamour. Tudo no mundo para separá-los. Uma ex perseguidora. Um ex que não aceita perder. Uma mãe que abandona... Outra que repreende. Percalços. Sexo, romance... amor. Essa paixão seria forte o suficiente para mantê-los unidos?                                                 

Análise da blogueira: Zane um homem destruído por caprichos de sua ex vagaba Camile, porém com todo um passado negro e devastado ele tinha um porte dos deuses gregos. Quinn linda, rica e cansada de aturar homens babacas, se vê perdida ao se deparar com Zane em um bar no meio do nada que ela estava acostumada. Ela só queria uma boa foda com o deus grego, e ele só queria fugir de seus demônios. Só que a vida prega peças e ambos não conseguem ver um sem o outro. Mesmo com todas as armações e tramóias de Camile e o pé no saco do ex noivo de Quinn, Zane e ela decidem enfrentar o mundo e contar pros quatro ventos que estão Juntos. Considerações: O livro do começo ao fim prende o leitor, com uma leitura fácil e gostosa. A autora foi muito feliz em cada detalhe do livro, fazendo quem ler se apaixonar e ficar com a calcinha molhada com esse motoqueiro selvagem. Super indico essa obra e indico também a descobrirem cada segredo escondido por Zane. Nota: 9

domingo, 1 de janeiro de 2017

Resenha Lunática: Além do limite

Resenha Lunática: Além do limite-
Autora Itamara Martins Rzezak
Ano: 2016 Edição Independente.

 Sinopse: Conta a história de uma menina que nasceu em uma família de advogados; cresceu com a ausência dos pais por conta do trabalho, sendo pajeada pelo irmão mais velho, o que ocasionou alguns traumas de infância, levando-a direto para a escuridão. É nesse momento perturbador que o Universo conspira a seu favor trazendo pra si sua tabua de salvação. Ao longo dos anos foi se tornando uma mulher cada vez mais solitária, o que desencadeou o Transtorno de Personalidade. Linda e envolvente, se tornou uma Arquiteta de renome.

Com o passar do tempo, encontrou sua Alma Gêmea: filho mais velho de uma família de Engenheiros - sempre carinhoso e atencioso para com todos à sua volta - , que, após a trágica morte de sua mãe, se torna Psiquiatra.

Será que é possível depois de tantos traumas, encontrar a felicidade?   Opinião da Blogueira: Hoje em dia o que vemos são pessoas tentando o suicídio pelo simples fato de não lidar com sua própria batalha interna. Mariana uma menina que tinha uma família com uma situação financeira boa, porém não tinha o que mais precisava: carinho e atenção, com seus pais sempre ocupados no escritório ela passou a ser criada por seus irmãos mais velhos, que ao invés de a tratarem com carinho, eles a privaram da vida. Ela se via cada vez mais num túnel sem saída e sua única maneira de extravasar era se auto mutilar. Mas a sua nem sempre é tão, pois Theo amigo de seus irmãos apareceu para mudar tudo isso, mesmo com todo o sofrimento de perder sua mãe para o suicídio, ele tinha um pai alcoólatra que não respeitava sua família. Mariana e Theo tiveram que se separar por dez anos por circunstâncias da vida, e mais uma vez Mariana entregou os pontos e com isso acabou reencontrando seu grande amor. Eles enfrentaram muitas batalhas internas e profundas, porém com todo um suporte pessoas como Mariana podem viver com total normalidade. Considerações: O Livro aborda um tema que hoje é o mal do século. Não diria que esse livro se encaixe como uma leitura padrão e sim como leitura científica e acadêmica. Apesar de toda a história ser super leve e fácil de ler é um tanto complexa. Eu compraria vários exemplares para dar de presente para pessoas com esse mal ver que há sim como viver em meio ao furacão. Na vida existem dias bons e ruins, só nós podemos dizer qual dia vai nos afetar. Muita das vezes o excesso de proteção da família pode destruir uma vida que poderia ser salva. Se você ama alguém dê carinho e espaço, pois quem ama cuida e não prive a outra pessoa de viver.4