quinta-feira, 7 de abril de 2016

RESENHA LUNÁTICA

Livro: Meu Vício Ano de publicação: 2016
Número de páginas: 388
Autora: Kell Teixeira
Editora Bezz
Nossa sociedade é cheia de paradigmas e discriminações... Quando o professor pede um trabalho a Elena Tyner, ela acha fácil, pois é a melhor da turma, tira as melhores notas e nunca se mete em encrencas. Elena cursa faculdade de psicologia e agora pela primeira vez vê que vai se ferrar, o professor pede um trabalho de campo, ela precisa de um depoimento de um viciado em drogas, mas como ela vai fazer isso se foi criada a odiar qualquer viciado.
Maycon Sebastian é lindo,popular,rico, sonho e pesadelo de qualquer garota. Desde os 13 anos ele é viciado em cocaína e hoje será o trabalho de faculdade de Elena. O que ambos não sabiam é que esse conflito social irá geral um amor descontrolado, fazendo Maycon se apaixonar pela sincera Elena, que é extremamente preconceituosa e ela pelo viciado de merda.
Ambos perde a cabeça e mergulham de cabeça nessa aventura alucinante, só que a história é bem complexa, pois seu colega colega de quarto Keven ama Elena, Jay amiga que mora com Maycon ama ele e Maycon... ahhh ele ... ele ama a cocaína. Esse quarteto amoroso é apena aponta do iceberg. Assim que Elena se entrega a Maycon ela pede pra ele mudar, só que nem passa pela cabeça dele em largar seu amor: cocaína, mesmo assim Elena encarou tirar seu amor do vício como desafio e provar a todos que ele mudaria.
Maycon cheira como se fosse o último dia, sua família já entregou os pontos e Elena apenas começou sua batalha... o que ela não sabia que seria em vão, seu amado se internou para fazer a vontade dela, porém uma vez viciado, sempre viciado. No meio dessa luta a família de Elena repuldia esse amor bandido e para tudo melhorar ela descobre uma gravidez que não espera em seus 19 anos e um namorado internado. Maycon sai da clínica e quando todos pensam que vai melhorar ele termina de se entregar as drogas. Com todos contra e seu amado só a destruindo Elena desiste de seu grande amor, já que não quer que seu filho sofra as conseqüências, só que a mãe de Maycon resolve fazer de sua vida um inferno a controlando em tudo e a culpando por toda a recaída do filho.
A história toma um rumo totalmente surpreendente, após quase morrer Maycon resolve lutar por sua família: Elena e Noan... depois de todo inferno e vive em um túnel sem luz e sem saída, ele consegue achar a luz e ter sua tão esperada segunda chance.
CONSIDERAÇÕES: Toda a história segue seu enredo, de fácil linguagem, faz seu leitor lutar com seus próprios preconceitos e ver que todos somos iguais, com perspectivas diferentes e vícios um tanto peculiares. A autora deu a visão de vários personagem e nos faz ver o ponto de vista de ambos.
O leitor sofre com cada drama da história, o desespero de Elena e a fissura de Maycon pela cocaína, quem vê a capa a primeira impressão é que é mais um a romance clichê, só que de comum esse livro não tem nada, o leitor sofre, chorar e sente raiva.
O livro faz você refletir sobre questões complexas pra sociedade e até que ponto você daria uma segunda chance.
É uma leitura pesada, faz você sofrer e ficar se questionando. Se você pensa em ler um outro livro após esse, espere uma semana, pois eu estou com alma pesada, livros que te faz pensar te deixa assim, em todas as páginas a autora conseguiu transmitir sua mensagem.
Antes de rotular alguém tente entender seus motivos e suas causas. Para entrar no submundo das drogas é fácil, todos são seus amigos, mas será que seus amigos vão querer te tirar dessa?



Resenha feita por: Cinthia Gutierrez do Blog Lunáticas por Romances